Buscar no Cruzeiro

Buscar

Estantes para a casa toda

23 de Agosto de 2020 às 00:01

Estantes para a casa toda Madeira ou tons escuros, combinando com outros móveis, deixam o ambiente mais sóbrio. Crédito da foto: Sergio Israel / Divulgação

As estantes sob medida cumprem vários papéis na casa e não servem apenas para guardar livros. De diferentes formatos, cores e concepções, contribuem esteticamente para a decoração de interiores. Desde dividir ambientes, sem isolá-los totalmente, até expor coleções, objetos de decoração, livros e porta-retratos, eles organizam os espaços e valorizam lembranças.

A arquiteta Patricia Penna reuniu algumas dicas para quem pretende instalar ou ampliar estantes em sua casa, que podem ser móveis ou fixas. “Em uma estante tudo é possível, incluindo a mistura de materiais, cores e funções. O mais importante é considerar a sua relação com o ambiente”, diz Patricia. Ela pontua as vantagens de contar com a execução sob medida. “Sem dúvidas, é a melhor alternativa para criar um móvel que atenda aos mais específicos desejos e funções”.

Estantes para a casa toda Na cozinha, há opção de prateleira aberta ou fechada. Crédito da foto: João Paulo Duque / Divulgação

As estantes também servem de divisórias entre ambientes, delimitando os espaços de forma sutil. “Realizamos um projeto residencial onde uma estante metálica com fechamento em vidro foi proposta para o living. Executada sob medida, ela serve de expositor de objetos de arte, taças e copos, além de divisória, pois ‘separa’ o hall social, do jantarl”, descreve a arquiteta.

É um exemplo em que o móvel sai da mera função de armazenagem ou exposição, assumindo um papel na arquitetura e layout do ambiente.

A cozinha também pode receber estantes, para eletrodomésticos e louças, conforme a arquiteta. “Móveis abertos deixam objetos a mostra, porém os deixam mais suscetíveis à poeira e demandam constante cautela. Já uma estante com portas, ainda que com alguns nichos abertos, permite maior liberdade quanto ao que será armazenado e maior proteção à objetos delicados”, diz Patricia.

Estantes para a casa toda Estante pode ocupar parede inteira na sala de estar. Crédito da foto: Divulgação

Em linhas gerais, a recomendação é não projetar vãos muito baixos, pois seu acesso é mais difícil. Ou seja, um afastamento de 30 a 35 cm do piso, no mínimo, já permite um conforto maior. O vão entre prateleiras pode também seguir estas medidas. Assim, em geral cabem itens como livros, vasos de plantas e adornos. Caso haja necessidade de um vão maior, para um objeto especifico (como uma escultura, ou um quadro), as dimensões, certamente, podem ser ajustadas. “É importante a definição do que a estante acomodará para, também, haver um cálculo do peso que deverá suportar”, observa a arquiteta.

Para a iluminação, os dois sistemas mais usados são: iluminação no forro, com embutidos ou peças de sobrepor direcionáveis, e as fitas de LED, instaladas na estante. Em ambos os sistemas, é possível criar efeitos interessantes, desde uma atmosfera aconchegante e intimista, à iluminação mais “alegre” e forte.

Estantes para a casa toda Móvel funciona para guardar objetos e como divisória. Crédito da foto: Leandro Moraes / Divulgação

Existem muitos materiais e acabamentos que podem ser usados na execução de estantes: madeira, vidro e metal são alguns deles. Segundo Patricia Penna, a escolha deve estar associada ao tipo de objetos que serão acomodados. A madeira natural, por exemplo, é em geral resistente ao peso e deformidades. Já o vidro é delicado, fluido, mas tem limitações quanto às dimensões e resistência. (Da Redação)