Casa e Acabamento

Decoração natalina é tradição que se renova a cada ano

Com um pouco de criatividade é possível criar temas inovadores e ao estilo dos moradores
Decoração natalina é tradição que se renova a cada ano
A decoração de Natal não precisa se restringir ao espaço ao redor da árvore: as escadas, por exemplo, podem receber adornos interessantes. Crédito da foto: Divulgação / Gabriela Lustosa

Quando o fim do ano se aproxima, muitas pessoas já começam a providenciar a decoração natalina, com guirlandas, presépios e também a tradicional árvore de Natal. Muita gente não sabe, porém, que segundo o cristianismo, há data certa para começar a montagem da decoração, assim como há data para retirar os adornos. Segundo a tradição cristã, é costume decorar a árvore de Natal a partir do primeiro domingo do Advento, que neste ano cai no dia 2 de dezembro, e desmontá-la na Epifania, também conhecida como festa dos Reis Magos, que é celebrada sempre em 6 de janeiro.

O ideal, segundo o catolicismo, é montar a árvore e colocar os enfeites e adereços aos poucos, durante as quatro semanas que antecedem o Natal, pois para os católicos, este gesto simboliza a preparação para o nascimento de Jesus. Quem também monta o presépio deve aguardar até o dia 25 de dezembro para colocar o menino Jesus e os três reis magos na decoração.

A empresária Bruna Federico, 27, conta que segue a tradição da montagem da árvore, mas por conta dos filhos pequenos, sempre adianta a decoração, que neste ano foi feita já nesta semana. “As crianças adoram e participam, colocando os enfeites e também fotos. Para eles é uma festa”, conta a mãe de Davi, de 5 anos e Miguel, de 1 ano. Além da árvore, Bruna também ilumina a casa com luzes de pisca-pisca pela varanda, além de colocar guirlanda na porta e sempre que possível compra outros itens com motivos natalinos para decoração.

Alternativas

Decoração natalina é tradição que se renova a cada ano
A árvore de livros é uma opção inusitada para uma família que curte literatura. Crédito da foto: Pinterest

Gabriela Lustosa, designer de interiores sorocabana, conta que hoje é possível criar decorações diferentes, respeitando sempre o estilo de cada família. Em algumas casas as bolas que enfeitam as árvores seguem uma paleta de cores como vermelho, já outras optam pelo metálico, com enfeites dourados ou prateados. “Algumas famílias preferem o tradicional, já outras gostam do que é inusitado e novo”, conta Gabriela.

Leia mais  Dicas para manter o telhado pronto para enfrentar o verão

A internet, aponta a designer, também é uma aliada para inovar na decoração, oferecendo várias referências de árvore de Natal. Em uma busca rápida, é possível ver fotos penduradas em barbantes que, presos à parede em formato de árvore, dão um toque pessoal à decoração.

Há também opções com madeira, arame e até com livros empilhados. Além da árvore, Gabriela lembra que a decoração pode se estender por toda a casa. “Muitos sobrados têm escadas muito bonitas, por exemplo, que podem receber também parte da decoração, colocando a casa toda no clima”, afirma a especialista.

Decoração natalina é tradição que se renova a cada ano
A árvore de livros é uma opção inusitada para uma família que curte literatura. Crédito da foto: Pinterest

Iluminação de Natal requer cuidados com materiais e instalação

As festas de final de ano estão chegando e, com elas, o desejo de decorar a residência com os tradicionais enfeites natalinos. Entre os itens decorativos mais procurados para essa ocasião estão as luzes natalinas. Se por um lado a iluminação deixa os ambientes mais bonitos e especiais, a escolha e a instalação desses materiais devem ser realizadas com muita atenção para evitar acidentes e curtos-circuitos, além do consumo excessivo de energia elétrica.

O professor e engenheiro eletricista Hilton Moreno, consultor técnico da fabricante de fios e cabos IFC/Covrecom, dá dicas importantes de como escolher e instalar corretamente esses kits de iluminação natalina. “Antes de comprar é indicado fazer uma revisão na instalação elétrica do imóvel, pois é muito comum encontrar o sistema sobrecarregado e com maiores riscos de ocasionar choques elétricos, sobrecargas ou curtos-circuitos”, orienta. De acordo com o profissional, com a revisão da instalação elétrica é possível avaliar o estado de conservação do quadro de luz, dos fios e cabos elétricos, das tomadas e interruptores e dos disjuntores.

Leia mais  Como agir em casos de vícios construtivos?
Decoração natalina é tradição que se renova a cada ano
Pedaços de madeira fixas na parede podem inspirar uma árvore cheia de estilo. Crédito da foto: Pinterest

Já na hora de adquirir a iluminação natalina, o primeiro passo é conferir se na embalagem dos enfeites há o selo de conformidade com a certificação do Inmetro, pois ele garante que o produto e os seus condutores elétricos foram produzidos conforme as normas técnicas brasileiras. “Avalie também as condições da embalagem, o aspecto do produto (se possui boa aparência), se a tensão elétrica é 110 ou 220 V e se o kit é indicado para uso interno ou externo”, ressalta o engenheiro elétrico.

Também é fundamental que os condutores elétricos dos kits tenham dimensões compatíveis com os fios e cabos instalados no imóvel, assim como com os outros componentes da instalação elétrica como as tomadas e os disjuntores. Entre as diversas opções existentes atualmente no mercado, Moreno afirma que as mais seguras, resistentes e econômicas são as de LED em formato de mangueira.

Decoração natalina é tradição que se renova a cada ano
Árvore “desenhada” na parede com pisca-pisca. Crédito da foto: Pinterest

Confira algumas dicas para maior segurança e durabilidade dos produtos de iluminação natalina:

– Coloque os enfeites diretamente nas tomadas próximas ao ponto de utilização. Evite ligar a iluminação de Natal em extensões ou benjamins, pois esses componentes podem ocasionar sobrecarga, aquecimento e curto circuito na rede elétrica. Caso tenha que usar um destes dispositivos, certifique-se de que eles não se aqueçam além do que podem suportar;

Leia mais  Saiba o que pode (e o que não pode) mudar num imóvel alugado

– Em áreas externas, escolha somente os produtos para essa finalidade, como os kits do tipo mangueira, pois os mesmos são fabricados com compostos especiais que resistem à ação do tempo. Além disso, é aconselhado usar conduítes para a passagem dos fios ou cabos da instalação elétrica que alimentam as luzes;

– Lembre-se que é preciso ter atenção com relação às crianças, que nunca devem brincar com esses materiais. Por mais que o produto seja certificado, sempre há riscos de os pequenos levarem choques;

Quando bem conservados, as luzes natalinas podem ser reutilizadas por vários anos, desde que sejam guardadas corretamente. Antes de novo uso, faça uma inspeção nos seus respectivos fios e cabos elétricos e, se estiverem trincados, duros ou ressecados, o material deve ser descartado;

– Não tente consertar a iluminação natalina, pois isso resultará em falhas na iluminação e problemas na instalação elétrica;

– Nunca aplique a iluminação de Natal perto de enfeites de papel, plástico, cortinas ou de outros materiais inflamáveis;

– Para a ligação da decoração de Natal, se possível não utilize as tomadas de ambientes como lavanderias, banheiros, varandas, entre outros, que, por estarem constantemente molhados, podem causar alguns acidentes elétricos.

Comentários

CLASSICRUZEIRO