Casa e Acabamento

Dá para ganhar mais espaço trocando móveis de lugar?

Dá para ganhar mais espaço trocando móveis de lugar?
Para mudar o sofá de posição é preciso a força de duas ou mais pessoas. Crédito da foto: Divulgação

Conseguir mais espaço em casa sempre é bom, ainda mais no isolamento social em que as pessoas estão mais tempo reclusas. Uma solução é trocar móveis e objetos de lugar, o que também confere mudanças no ambiente. Não existem regras para as mudanças, mas determinados arranjos podem fazer a diferença no resultado final.

O primeiro passo é tirar as medidas de todos os cômodos que vão passar pela mudança, usando a fita métrica ou uma trena. Com esses dados, você já consegue criar um esboço de planta baixa para ter noção da área total a ser ocupada com móveis e outros equipamentos, sugere a equipe do blog da Pointer Revestimentos Cerâmicos. Para quem não gosta de desenhar, é possível baixar aplicativos de reformas, em que móveis podem ser mudados virtualmente dentro de cômodos com dimensões pré-estabelecidas.

Leia mais  Como evitar o aumento da conta de energia elétrica no inverno?

Apesar dos esboços, é preciso executar as ideias. Mudar um sofá de lugar, por exemplo, requer força de duas ou mais pessoas. E nem sempre fica bom na primeira troca de posição. É preciso prestar atenção ainda com as aberturas de portas e vãos de passagem, como em um exercício de erros e acertos. Uma dica do blog é começar pelos móveis ou objetos maiores, para depois ir complementando. Tapetes, quadros e peças menores vão por último.

Dá para ganhar mais espaço trocando móveis de lugar?
Mudança de pequenos objetos também renova o ambiente. Crédito da foto: Divulgação

Durante a mudança, acomode os móveis sem encostá-los na parede e aproxime sofás e poltronas. Desta maneira, evita-se a falsa impressão de um espaço amplo — que na verdade cria muitas áreas inutilizadas, e a sensação de conforto e aconchego fica maior, principalmente na sala, orienta a Augen Mercearia.

O que sempre devem ser lembrados são os espaços de circulação, deixando cerca de 90 centímetros livres para passagem em corredores principais e hall de entrada, por exemplo, e 60 centímetros de distância em áreas que separam sofás de mesas de centro ou vão entre cama e porta de guarda-roupas.

Leia mais  Conforto e espaço com uma nova cara

Outra dica, antes de movimentar móveis mais pesados, como sofás e guarda-roupas, é envolver os pés ou extremidades inferiores com um tecido macio, a fim de evitar danos tanto na peça quanto ao piso.

Comentários