fbpx
Casa e Acabamento

Azul clássico ditará a moda em 2020

Cor eleita por especialistas de todo o mundo será parâmetro para móveis, decoração e construção civil
Azul clássico ditará a moda em 2020
Considerado atemporal e resistente, o azul clássico – do popular jeans e do céu ao anoitecer – transmite, ao mesmo tempo, elegância, paz e serenidade. Crédito da foto: Divulgação / Pantone

O azul clássico será a cor de 2020. A escolha, como acontece desde o início do século, foi feita e anunciada por uma das maiores especialistas do mundo no assunto, a empresa norte-americana Pantone.

Isso significa que no ano prestes a começar, empresas do mundo inteiro, dos fabricantes de tecidos às cerâmicas — passando pelas indústrias de tintas, materiais de acabamentos e móveis — lançarão produtos no tom do jeans que muita gente usa todos os dias — ou, para quem prefere uma comparação mais poética, da matiz celestial ao anoitecer. O azul substitui o living coral que reinou em 2019, com sua áura cálida e nutritiva.

De acordo com os analistas de cores da Pantone, o azul clássico é atemporal e resistente, ao mesmo tempo em que transmite elegância em sua simplicidade. “Suas mensagens confiantes e empáticas aumentam a nossa aspiração por uma base sólida e estável sobre a qual construir, enquanto adentramos o limiar de uma nova era”, resume Leatrice Eiseman, diretora executiva do Pantone Color Institute.

Leia mais  Para que serve o sifão e quais os principais tipos?

Paz e serenidade

Utilizada em ambientes amplos ou mesmo em pequenos detalhes de construções e peças decorativas, a cor símbolo do novo ano é identificada pela psique humana como tranquila. “Traz paz e serenidade, além de oferecer sensação de proteção ao espírito humano”, acrescenta, Eiseman.

Ainda conforme a especialista em cores da Pantone, o azul clássico impacta positivamente sobre a concentração, proporcionando a claridade indispensável ao equilíbrio dos pensamentos. “É uma cor refletiva, que cria a resiliência”, conclui.

Cor universal

Um dos tons do céu, o azul clássico é também uma cor universal. Transcende culturas e geografia, ou seja, é uma cor que todos podem ver ao redor do mundo. Considerado sem gênero e sem estação, torna-se acessível e desejável para as pessoas em todas as esferas da vida. “Estamos voltando aos clássicos porque tudo tem estado muito caótico no mundo”, diz Laurie Pressman, executiva da Pantone Color.

Azul clássico ditará a moda em 2020
Outra característica da cor símbolo do ano que vem é a universalidade. Crédito da foto: Divulgação / Pantone

Na cromoterapia, o azul clássico é usado para o tratamento de problemas de sono e insônia ou relacionados ao estresse, ajudando a trazer calma e harmonia ao organismo. Assim, essa cor fala direto com uma grande tendência global, que também traduz os tempos atuais, a indústria do wellness — relacionada à atividade física mais ampla do que simples sessões de treinos.

Leia mais  Obras mostram traços da centenária escola Bauhaus

Contra a instabilidade

O que está por trás dessa escolha? Em um momento de grande instabilidade política global, em que a verdade está sendo substituída por fake news fabricadas por redes sociais, e as incertezas e a falta de um caminho certo deixa as pessoas inseguras e ansiosas, a adoção de um tom atemporal e que simboliza calma parece necessária. “Não sabemos para onde ir e em quem confiar. Azul é o sentimento de calma e segurança que nos ajuda a ter essa confiança para seguir em frente”, defende Pressman.

Apesar de ser “a cor de 2020”, ela vem sendo vista por um tempo em passarelas ou no design de móveis. Esse azul profundo é quase como um preto, uma cor neutra e de base para combinar com outros tons mais fortes.

Tradição e mistério

Selecionar a cor do ano é tradição antiga, mas ainda envolta em um pouco de mistério. Na versão mais recente — a partir do ano 2000 –, representantes da empresa Pantone se reúnem com 12 analistas de tendências de todo o mundo para discutir sobre as cores que parecem estar prestes a decolar em popularidade. O grupo é formado por especialistas em cores que trabalham em design, moda e no ensino da teoria das cores em universidades.

Leia mais  Prédios de madeira começam a ser erguidos em São Paulo

De acordo com o site Mental Floss, um dos analistas escolhe um tema abstrato antes de cada reunião para iniciar o brainstorming. Para a sessão de planejamento das tendências do Inverno 2018 / 2019, o tema era “tempo”. Todos elaboraram suas próprias previsões de cores inspiradas nesse tema e apresentaram um painel com cores relevantes, combinações e paletas, além de fotos e artigos. A finalização acontece por meio de uma eleição democrática. Os argumentos mais fortes vencem e ditam a moda no ano seguinte. (Da Redação)

Comentários