Sorocaba e Região

Volta de imagem de Nossa Senhora à Catedral terá transmissão ao vivo

Volta de imagem de Nossa Senhora à Catedral terá transmissão ao vivo
Crédito da foto: Emerson Ferraz / Prefeitura

A Arquidiocese de Sorocaba decidiu suspender a tradicional romaria de Aparecidinha que aconteceria em 1º de janeiro. Essa é a segunda vez que a 122ª edição da mais antiga peregrinação da cidade deixa de ser realizada por conta da pandemia de Covid-19.

Em carta aberta aos fiéis da Arquidiocese de Sorocaba e devotos de Nossa Senhora Aparecida divulgada no dia 8 de dezembro, o arcebispo Dom Julio Endi Akamine afirma que a igreja esperava “uma superação do quadro de contaminação pelo novo coronavírus, que infelizmente não aconteceu” e por isso decidiu suspender novamente a romaria.

No documento, Dom Julio pede que os fiéis não deixem de manifestar a fé e devoção à Nossa Senhora Aparecida no dia 1º de janeiro. “Sejam expostas imagens no exterior das casas para homenagear a Mãe de Deus e, sobretudo, as famílias se reúnam para rezar o Rosário, o Angelus ou uma oração diante do presépio”, recomenda.

Leia mais  Suspeito de matar homem em briga de bar é preso

“Na firme esperança de poder retomar a Romaria de Aparecidinha em breve, pedimos que todos os devotos se unam na mesma oração para suplicar intensamente pelo fim desta pandemia”, conclui o arcebispo.

Transmissão ao vivo

Dom Julio celebrará uma missa no Santuário de Aparecidinha, no dia 1º de janeiro. O evento acontece às 7h e será transmitido ao vivo pela rádio Cantate (104,5 FM). A cerimônia religiosa também pode ser acompanhada pelas redes sociais do arcebispo.

No mesmo dia, a imagem de Nossa Senhora Aparecida partirá do Santuário com destino a Catedral Metropolitana Nossa Senhora da Ponte, como acontece tradicionalmente todos os anos. Dessa vez, de forma simples, sem romaria ou carreata.

Após a chegada da imagem na catedral, uma nova celebração será realizada. “Neste ano, a oração será feita de forma mais pessoal, íntima” destaca o Padre Tadeu Rocha Moraes, pároco da Catedral Metropolitana de Sorocaba.

Leia mais  Fórum de Sorocaba continua no escuro

A oração acontecerá das 9 às 12h. Já a missa, terá início por volta das 12h e será televisionada pela TVCOM. A cerimônia poderá ser acompanhada por fiéis, porém, seguindo os protocolos de segurança contra o novo coronavírus. O número de pessoas será controlado. Todos devem usar máscaras, higienizar as mãos com álcool gel e respeitar o distanciamento social.

Romaria é tradição em Sorocaba

Segundo pesquisadores, a tradicional romaria remonta ao final do século retrasado, sendo que em 1899, como voto religioso realizado durante um surto de febre amarela que matou centenas de pessoas na cidade. O então pároco monsenhor João Soares estipulou a realização anual das romarias, duas vezes por ano: após 1º de janeiro, a imagem retorna da Catedral Metropolitana para a capela de sua origem no segundo domingo de julho.

Em 1918, a cidade foi atingida por outra epidemia, de gripe espanhola que, segundo publicação do Cruzeiro do Sul naquele período, causou mais de 300 mortes na cidade.

Tradicionalmente em 1º de janeiro, a imagem da santa padroeira do Brasil é levada do Santuário Arquidiocesano Nossa Senhora da Conceição Aparecida, no bairro de Aparecidinha, até a Catedral Metropolitana de Sorocaba, na praça Coronel Fernando Prestes. Todo o caminho é acompanhado por milhares de fiéis que, em um ato de fé, agradecem pelas graças alcançadas e renovam seus pedidos. (Jomar Bellini com Wilma Antunes – programa de estágio / Supervisão: Aldo Fogaça)

Comentários