fbpx
Sorocaba e Região

Vereador terá de se retratar com professores por conduta aética

Irineu Toledo afirmou que não ofendeu os professores e que falava sobre os salários dos docentes da rede municipal
Vereador terá que se retratar sobre professores
Irineu Toledo atende à Comissão de Ética. Crédito da foto: Erick Pinheiro

Atualizada às 11h00

A Comissão Permanente de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara de Sorocaba, que investigava a conduta do vereador Irineu Toledo (PRB), decidiu nessa terça-feira (7) arquivar o procedimento contra o parlamentar mediante uma retratação que deverá ocorrer na sessão desta quinta-feira (9).

O vereador foi notificado e afirmou que fará o pronunciamento se retratando. O procedimento teve início a partir de denúncia do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Sorocaba (SSPMS), Salatiel dos Santos Hergesel, após uma discussão de Irineu Toledo com internautas, em que o parlamentar fez comentários sobre a Educação, professores e os salários dos docentes que foram considerados ofensivos pela categoria.

Em reunião realizada, na tarde dessa terça-feira (7), o relator Renan dos Santos (PCdoB) apresentou o relatório para o presidente da comissão Anselmo Neto (PSDB). A imprensa não acompanhou o encontro, mas de acordo com Anselmo Neto também estiveram presentes os vereadores Wanderley Diogo (PRP), Fernanda Garcia (Psol), Apolo da Silva (PSB) e Hudson Pessini (MDB). Luis Santos (Pros) e Francisco França (PT) teriam justificado as ausências. De acordo com o presidente da comissão, a sanção é uma advertência que prevê o arquivamento do procedimento mediante uma retratação.

Leia mais  Temer passa a noite em casa e deve se entregar nesta quinta à Justiça

 

Irineu Toledo afirmou que não ofendeu os professores e que falava sobre os salários dos docentes da rede municipal, que não considera ruins. De acordo com ele, na discussão em uma rede social, recebeu uma série de ofensas e em dado momento se referiu a “professores incultos”, mas alega que não falava de todos os docentes. “Eu apenas me referi a um tipo de professor e que pareceu aos professores uma generalização”, afirma. Para Irineu há um histórico de desentendimento com os professores devido ao seu apoio à aquisição de material didático do Sesi.

Ele afirma que, de acordo com informações que requisitou, as remunerações da rede municipal são entre R$ 3o.000 e R$ 4.200. “Eles merecem ganhar mais? Merecem e devem ganhar mais. Não disse que todos os professores são incultos, disse que os incultos são aqueles avessos a mudança para melhorar a educação”, diz. Toledo afirma que fazia uma crítica ao sistema de ensino e não aos professores em geral, mas aos que “não aceitam mudanças”: “Se houve uma colocação que pareceu injuriosa, eu me retrato, não tem problema com isso”, disse. (Da Redação)

Comentários

CLASSICRUZEIRO