Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Vereador sorocabano protocola denúncia contra tiktoker

25 de Março de 2021

No vídeo, Henry usa peruca e filtro da personagem Elsa - animação da Disney -. Crédito da foto: Reprodução

O vereador Vinicius Aith (PRTB) protocolou denúncia no Ministério Público contra o TikToker Henry Walnut, na última segunda-feira (22). No documento, o parlamentar pede que a plataforma retire os vídeos do humorista fazendo alusão ao satanismo.

Nos vídeos, o influenciador pede que as crianças reproduzam símbolos satânicos nas paredes e simulem possessões. Segundo a denúncia do vereador, Henry ainda ensina as crianças a roubar objetos de seus pais

Conforme o vereador sorocabano, se trata de “conduta criminosa”. “Trata-se de violação à dignidade das crianças, ao seu desenvolvimento intelectual e moral saudável, aos bons costumes e à base de ensinamentos familiares”, afirmou Aith.

Para Vinicius Aith, tanto Henry quanto o Tiktok devem ser responsabilizados civil e penalmente pelo conteúdo dos vídeos. “O primeiro por ter sido o criador do conteúdo e o segundo por ter permitido a sua disseminação em todo o território nacional, apesar das inúmeras denúncias feitas por pais e mães”, acusou o parlamentar. O tiktoker também é alvo de outra denúncia protocolada no Ministério Público Federal pelo deputado federal Rodrigo Delmasso (Republicanos) pelo mesmo conteúdo.

Pela rede social, Henry Walnut publicou um vídeo de esclarecimento. “No começo, eu estava relutante em acreditar que as pessoas achavam que um homem, barbado, vestido de princesa, fazendo aquelas piadas, fosse real”, ele se justificou. O humorista explicou que seu conteúdo é para maiores de 18 anos e ainda pediu desculpas. “Eu sou humorista. Eu queria fazer as pessoas rirem. Eu não queria te ofender”, concluiu.

Os vídeos foram excluídos da conta de Henry. O jornal Cruzeiro do Sul não conseguiu contato com a assessoria do TikTok para se posicionar sobre a denúncia. (Da Redação)