Sorocaba e Região

Vereador quer criar linhas de ônibus de madrugada em Sorocaba

Proposta está na pauta de hoje da Câmara e foi considerada inconstitucional pela Comissão de Justiça
De acordo com a proposta, as linhas deverão circular entre os terminais e os locais de maior movimentação noturna. Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS (11/06/2018)

O vereador Vitão do Cachorrão (MDB) quer criar o ônibus “Corujão” em Sorocaba, com o objetivo de integrar as linhas noturnas que atendem os bairros. A iniciativa dele reedita ações semelhantes na Câmara em décadas passadas e que não tiveram sucesso. O projeto de lei de Vitão é um dos seis projetos que serão votados hoje, em primeira discussão, na 50ª sessão ordinária da Câmara de Sorocaba. De acordo com a proposta, as linhas deverão circular entre os terminais e os locais de maior movimentação noturna, com intervalo máximo de 40 minutos entre as partidas.

A proposta foi considerada inconstitucional pela Comissão de Justiça, por tratar de questão administrativa, de competência exclusiva do Executivo. Segundo o vereador, o objetivo dessa linha é oferecer opções economicamente viáveis para que a população se locomova nas madrugadas.

Leia mais  Comércio de rua poderá escolher entre dois horários para funcionar em Sorocaba

Ainda em primeira discussão, os vereadores vão votar outras cinco propostas: proibição de fumar em áreas de instituições de saúde públicas e privadas; prioridade no atendimento a paciente com câncer em todas as unidades de saúde do município; implantação de fraldário em estabelecimentos comerciais; estabelece a possibilidade de parcelamento em até 60 meses dos débitos não tributários junto ao município e também o pagamento de multas de trânsito por meio de cartão de débito ou de crédito, e proibição de multa para quem avançar semáforo na madrugada.

A Comissão de Justiça da Câmara considera inconstitucional o projeto que estabelece a possibilidade de parcelamento em até 60 meses dos débitos não tributários junto ao município porque já existe o Programa de Parcelamento Incentivado (PPI) no âmbito da Secretaria da Fazenda da Prefeitura de Sorocaba. O mesmo ocorreu com a proposta de dar prioridade no atendimento a paciente com câncer e com a proibição de multa para quem avançar semáforo na madrugada.

Proibição de embutidos volta

Em segunda discussão, os vereadores vão votar outros três projetos de lei: a proibição de alimentos do tipo “embutidos” na merenda escolar; instituição do Mercado Municipal como Patrimônio Cultural Imaterial de Sorocaba, e a divulgação da lei que proíbe fogos de artifício com estampido por meio de afixação de cartaz em todos os estabelecimentos comerciais no âmbito do município, sem exceção.

Leia mais  Obra do sistema BRT altera cruzamento na avenida Ipanema

A Lei 11.634, a ser divulgada pelo cartaz, é de autoria do vereador João Donizeti Silvestre (PSDB) e foi promulgada pelo Legislativo, uma vez que o Executivo não a promulgou no prazo legal, preferindo contestá-la judicialmente. Inicialmente, o Executivo conseguiu uma liminar, que sustou os efeitos da lei em março deste ano. Mas a decisão foi revista em maio último, quando a Justiça considerou improcedente a ação direta de inconstitucionalidade e declarou a lei válida.

A pauta ainda terá outros projetos em votação para concessão de títulos sorocabanos e de denominação de próprios e vias públicas.

Comentários