Buscar no Cruzeiro

Buscar

Vazamentos, desperdício e rodízio preocupam munícipes

22 de Setembro de 2020 às 00:01

Vazamentos, desperdício e rodízio preocupam munícipes Avisado pela população, Saae recebeu 161 comunicados sobre essas ocorrências neste mês. Crédito da foto: Vinícius Fonseca (17/9/2020)

Equipes do Saae realizaram ontem (21) o conserto de uma rede de distribuição de água na avenida Três de Março, no Alto da Boa Vista, em Sorocaba. A tubulação foi atingida pelo maquinário de uma empresa de distribuição de gás natural e a manutenção levou cerca de uma hora.

Em plena época de rodízio no abastecimento para algumas regiões do município, denúncias e reclamações de moradores sobre vazamentos surgem acompanhadas de preocupações com desperdícios, mesmo por aqueles que não são afetados pela restrições que afetam Éden, Cajuru, Aparecidinha e Zona Industrial. No fim da semana passada, na mesma avenida Três de Março, o mecânico Carlos Blaz flagrou outro vazamento de água. “Passei por lá e jorrava muita água, estava formando uma enxurrada”, disse.

No sábado (19), a dona de casa Irene Furtado de Araújo denunciou um vazamento de água na rua Voluntários da Pátria, altura do número 291. “O problema era na calçada em frente a uma casa que não tinha ninguém. Nós achamos uma calamidade, o pessoal do Éden sem água enquanto havia um vazamento ali”, contou a moradora.

Questionado, o Saae afirmou que os vazamentos relatados pelos munícipes foram consertados nos mesmos dias em que ocorreram e que é difícil precisar as reais causas. “Os vazamentos em redes de distribuição de água podem ter diversas causas, tais como fadiga do material; vias com grandes trepidações devido ao tráfego intenso de veículos e pressão alta da água dentro da tubulação devido à diminuição do consumo, situação que vem sendo corrigida com a instalação de válvulas reguladoras de pressão em todas as regiões da cidade, por meio do seu programa de combate e controle das perdas de água”, explicou a autarquia.

O Saae esclareceu que os casos mais evidentes são os de fadiga de material, em que é possível visualizar sinais de deterioração. A autarquia afirmou, ainda, que a quantidade de vazamentos está sendo minimizada gradativamente na cidade. Além do programa de combate às perdas, o Saae destacou a diminuição do tempo de resposta aos comunicados de vazamentos; a ampliação das equipes de manutenção; a substituição dos antigos caminhões da autarquia por veículos mais leves, do tipo picape, para maior agilidade de deslocamento; e a aquisição de equipamentos que permitem a localização precisa dos vazamentos.

Fiscalização

Sobre a fiscalização de comportamentos de munícipes considerados como desperdício de água, o Saae informou já ter recebido, em setembro, 161 comunicados da população sobre essas ocorrências. Desse total, 145 imóveis já foram visitados. As principais situações de desperdício possíveis de serem flagradas são as lavagens de carros, garagens e calçadas com mangueira. Nesses casos, o munícipe recebe uma notificação que reforça a necessidade de abandonar atitudes do gênero, especialmente por conta das altas temperaturas e da estiagem.

Em relação a desperdícios que acontecem no interior das casas, o Saae passou a entregar folhetos de orientação e dicas de consumo consciente de água. Denúncias de desperdício de água podem ser feitas ao Saae pelo número de WhatsApp 98158-0356 ou pelo e-mail [email protected] (Erick Rodrigues, com informações do Saae Sorocaba)