Buscar no Cruzeiro

Buscar

Urbes apresenta os critérios para nova empresa de ônibus de Sorocaba

24 de Outubro de 2020 às 00:01

Urbes apresenta os critérios para empresa de ônibus Crédito da foto: Emídio Marques / Arquivo JCS (20/2/2018)

A empresa que pretende vencer a licitação, para a concessão onerosa dos serviços de transporte coletivo urbano de Sorocaba, deverá dispor de frota de 121 ônibus, 100% acessíveis e equipados com ar-condicionado, wi-fi e tomadas USB disponíveis para os passageiros para recarga de telefones celulares. O valor anual do contrato é estimado em R$ 83 milhões.

Esses critérios foram apresentados na sexta-feira (23), em audiência pública no Centro de Referência em Educação (CRE), e que deu início ao processo de licitação da empresa interessada em operar o chamado “lote 2”, anteriormente operado pela empresa STU, do transporte coletivo da cidade. A audiência teve participação presencial e on-line de usuários do transporte coletivo, vereadores, trabalhadores do setor e empresas interessadas no certame.

Segundo a Urbes Trânsito e Transportes, empresa pública que realizou a audiência em parceria com a Secretaria de Mobilidade e Desenvolvimento Estratégico (Semob), o objetivo principal do evento foi dar transparência, esclarecer dúvidas e receber sugestões para aprimorar o serviço de transporte coletivo na cidade.

Durante as apresentações, foram mostrados os principais pontos da licitação previstos para o lote 2 do transporte coletivo como, por exemplo, a quantidade de 52 linhas a serem licitadas, contemplando praticamente 50% das regiões da cidade, a idade da frota, que deve ter entre três e cinco anos, e os itens de conforto que ônibus precisam oferecer.

A Urbes publicará a minuta da audiência no Jornal do Município no prazo de cinco dias úteis e dará prosseguimento ao certame. Segundo a empresa, a contribuição da sociedade para a formatação do edital da licitação continua válida e poderá ser enviada pelo e-mail [email protected]

Várias tentativas

A Urbes tenta licitar o lote 2 do transporte coletivo de Sorocaba desde janeiro deste ano. A partir dessa data, a STU opera por intermédio de prorrogação contratual. O primeiro edital foi suspenso em 21 de março de 2019 pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP). A licitação foi reaberta em 28 de junho, com nova suspensão em 30 de julho.

Em 21 de agosto foi publicada uma retificação do processo, com abertura para 24 de setembro, o que não aconteceu. Em 30 de outubro foi lançada nova tentativa, com a terceira suspensão decretada em 2 de dezembro. O certame foi reaberto pela quarta vez, em 6 de fevereiro deste ano, mas terminou sem interessados. O novo processo licitatório visa manter a oferta do serviço para os próximos anos, já que o contrato emergencial com a Sorocaba Transporte Urbano (STU), renovado em agosto, termina no final deste ano. (Felipe Shikama)