Sorocaba e Região

Trio é preso acusado de roubar bilhetes de ônibus em Sorocaba

Segundo a GCM, mais de 50 ocorrências deste tipo foram registradas desde dezembro do ano passado

Três homens foram detidos após participarem de pelo menos dois roubos de bilhetes em ônibus de Sorocaba. As prisões ocorreram na terça-feira (17) e, segundo a Guarda Civil Municipal (GCM), mais de 50 ocorrências deste tipo foram registradas na cidade desde dezembro do ano passado.

A GCM informou, ainda, que os crimes ocorriam de forma constante mediante ameaça, deixando os motoristas apreensivos. Os roubos se concentravam nas zonas oeste e leste de Sorocaba.

Uma das ações foi registrada por uma câmera de segurança, que mostra dois dos criminosos embarcando no coletivo. Um deles entra e vandaliza o leitor de bilhetes, enquanto o outro fica na porta evitando que o motorista saia com o veículo. Um passageiro que embarca no mesmo ponto parece não perceber o roubo.

Flagrante após dois roubos

Conforme a GCM, os acusados foram encontrados em um ponto de ônibus na avenida Américo Figueiredo, em frente ao Centro Esportivo do Jardim Simus. Com eles, foi encontrada uma grande quantidade de cartões unitários usados para acesso ao transporte coletivo.

Parte dos cartões roubados foi apreendida. Crédito da foto: Divulgação / GCM

O flagrante ocorreu durante patrulhamento de uma equipe da Ronda Ostensiva Municipal (Romu), que fazia buscas pelos criminosos após a comunicação de mais dois roubos deste tipo. Os casos ocorreram nas avenidas Adão Pereira de Camargo e Paulo Emanuel de Almeida, às 19h20 e 21h10, respectivamente.

Cartões eram vendidos

De acordo com a corporação, o trio confessou a participação nos dois roubos. Eles teriam relatado, ainda, que venderam parte dos cartões em uma mercearia no Jardim Aeroporto por R$ 4 cada. Os guardas fizeram contato com o dono do estabelecimento, que confirmou a compra dos cartões por mais de uma vez.

Os envolvidos foram encaminhados para o Plantão Policial Norte, onde o trio foi autuado por roubo aos coletivos e o proprietário do estabelecimento foi ouvido e liberado. Um dos presos já era alvo de mandado de prisão e estava procurado pela Justiça.

Comentários