Buscar no Cruzeiro

Buscar

Transporte público de Sorocaba precisa de mais investimentos e melhorias

24 de Outubro de 2020 às 00:01
Vinicius Camargo [email protected]

Transporte público de Sorocaba precisa de mais investimentos e melhorias Para especialistas, BRT precisa de ajustes e deve ser integrado a outros modais. Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (31/8/2020

Reclamações sobre ônibus lotados, redução nos horários, constantes paralisações da categoria, entre outras situações, refletem o cenário do transporte público de Sorocaba.

Já queixas sobre ruas esburacadas, avenidas estreitas, frequentes congestionamentos e alagamentos em vias e acidentes são alguns dos problemas do panorama viário da cidade.

Apesar disso, em comparação com outros municípios, Sorocaba não possui grandes adversidades nestas duas áreas, avaliam especialistas consultados pelo jornal Cruzeiro do Sul. Para os analistas, os setores ainda demandam melhorias e investimentos. Mas, hoje, atendem com eficácia a população. Por isso, consideram, não devem gerar os mais expressivos entraves para o (a) novo (a) prefeito (a).

Ônibus rápido

A recente implantação do Bus Rapid Transit (BRT) foi decisão correta da administração municipal e contribuiu para melhorias na cidade, opinam Vanderlei Coffani, engenheiro civil e especialista em urbanismo e transportes, e Renato Campestrini, advogado especializado em trânsito, mobilidade e segurança.

Conforme Coffani, o BRT é modal intermediário entre os ônibus convencionais e o metrô. O sistema é implementado em cidades em que o número de habitantes e de passageiros é grande, mas não ao ponto de se instalar linhas metroviárias. Este é o caso de Sorocaba, afirma o engenheiro.

"O BRT dá maior velocidade para o transporte público, pois possui ônibus maiores, maior capacidade de transporte, transporta mais passageiros, em velocidade mais rápida”, completa.

Contudo, já no primeiro dia útil de operação do sistema, conforme relatado em reportagem do Cruzeiro do Sul, houve problemas como atrasos e lotações nos ônibus.

Transporte público de Sorocaba precisa de mais investimentos e melhorias Advogado Renato Campestrini, especialista em trânsito. Crédito da foto: Arquivo Pessoal

Para sanar essas questões, o BRT deverá observar as dificuldades e apontamentos feitos pelos passageiros e realizar melhorias regularmente, de acordo com as necessidades identificadas, sugere Campestrini. Além disso, é essencial integrar o sistema com os demais modais, com as linhas regulares, acrescenta.

Reformulações

Não há linhas do BRT para todos os corredores e bairros da cidade. Isto porque, acredita Coffani, em vias livres, sem grande tráfego, e largas, os ônibus tradicionais funcionam eficazmente.

Por outro lado, Campestrini julga serem necessárias reformulações no transporte público, com medidas para torná-lo mais ágil e evitar lotações.

“A partir do momento em que o usuário se sente insatisfeito, ele acaba migrando para o transporte individual, como carros e motocicletas”, fala.

Nesse sentido, dizem ambos, os dois terminais já existentes, São Paulo e Santo Antônio, são eficientes no atendimento aos sorocabanos.

Porém, a rodoviária não segue o mesmo padrão, opina Campestrini. Ela não foi ampliada e modernizada conforme o crescimento populacional. Sendo assim, não só precisaria ser aumentada, como, também, realocada. O espaço adequado, acredita ele, seria o terreno da antiga fábrica da Villares Metals, no bairro Árvore Grande.

Como destacado por Campestrini, transporte público ineficiente gera aumento da frota de veículos e mais problemas. Os principais são aumento do número de acidentes, de multas por infrações e da poluição do meio ambiente, elenca ele.

Por isso, além da melhoria nos ônibus, é preciso investir em ações de educação no trânsito, a partir dos primeiros anos do ensino infantil.

Assim, formam-se motoristas conscientes. Dessa forma, diminui-se o número de autuações, informam os especialistas.

Mas, para Coffani, elas são igualmente eficazes e indispensáveis. “A criança é educada por meio da palavra. Já o adulto é educado por meio da fiscalização”, justifica.

Danos nas vias

Mais veículos nas ruas também significa congestionamento e danos asfálticos, por exemplo. Sorocaba é bem sinalizada e não registra grandes lentidões no tráfego. Essas situações ocorrem, geralmente, apenas nos horários de pico, afirmam os analistas.

Porém, há vias bastante estreitas, que não foram aumentadas de acordo com o desenvolvimento da cidade. Hoje, neste aspecto, a principal demanda é a construção de viadutos e trincheiras, por exemplo, para agilizar o tráfego, complementa Coffani.

Também é essencial zelar pelo bom estado das calçadas. “A atenção dada às calçadas deve ser a mesma empregada na manutenção das vias”, recomenda o advogado.

Outra sugestão é a adoção de políticas públicas para o incentivo ao uso de bicicletas. A cidade possui mais de 100 quilômetros de ciclovia, e o sistema poderia ser melhor utilizado, sugerem.

Todas essas ações dependem, sobretudo, de investimentos. Os recursos são o fator condicionante, reforça Coffani. Portanto, o novo prefeito deverá manter os atuais repasses para o sistema de transporte público e viário e, ainda, encontrar maneiras de potencializá-los.

O foco da próxima administração deve ser a solução das falhas remanescentes, indicam eles. A Prefeitura possui verba municipal específica para os setores. O dinheiro é oriundo, especialmente, das multas de trânsito, informa Campestrini.

Para ampliar esse caixa, uma opção seria transferir, também, parte do valor arrecadado com o sistema de estacionamento rotativo Zona Azul para as áreas, aponta Campestrini.

O engenheiro Coffani, por sua vez, ressalta a importância do planejamento adequado, com a definição de prioridades. Para isso, é preciso tomar o Plano Diretor como base, considerando o “binômio necessidade versus recursos”, destaca. (Vinicius Camargo)

Carlos Péper - (Solidariedade)

Transporte público de Sorocaba precisa de mais investimentos e melhorias Crédito da foto: Divulgação

“O BRT é importante, porém, não contempla todos os usuários do sistema de transporte público, será preciso interligarmos o BRT às linhas de ônibus que circulam dentro dos bairros onde ele não irá circular, já que trata-se de percursos somente em avenidas principais. Temos que viabilizar melhores condições para os taxistas e transportes alternativos e reduzir o valor das tarifas dos ônibus coletivos. Implementar soluções diversas de engenharia de tráfego e operação do trânsito, a fim de promover prioritariamente a segurança e a fluidez. Implantar semáforos inteligentes para pedestres, semáforos sonoros, faixas de pedestres elevadas e gradil direcionador de pedestres, nos locais de grande circulação com aglomeração de pessoas. Realizar palestras, atividades lúdicas e campanhas visando à mudança comportamental, focando a redução de acidentes, mortes e feridos em vias públicas. De forma gradativa iremos dar um maior incentivo para que as pessoas se locomovam de bicicletas e caminhadas, priorizando menos poluição e melhor qualidade de vida, até porque, esse é o princípio básico para humanizarmos os acessos, transformando Sorocaba em uma cidade inteligente.”

Professor Flaviano - (Avante)

Transporte público de Sorocaba precisa de mais investimentos e melhorias Crédito da foto: Divulgação

“O BRT em Sorocaba já é realidade. É boa solução, contudo, o projeto original foi alterado para pior; a execução das obras foi mal planejada e executada pelas empresas consorciadas sem intervenção da Prefeitura. Acabaram demorando muito, trazendo sérios prejuízos, principalmente aos comerciantes, sendo que muitos faliram, e prejudicaram os moradores. Por que as obras na avenida Ipanema estão tão rápidas e, de outro lado, demoraram tanto na avenida Itavuvu? Com a proximidade das eleições, em um mês fizeram bastante coisa. Porém, já estão aparecendo buracos e defeitos nessas obras! Toda essa incompetência trouxe péssimas consequências e a população ficou crítica ao modelo. Também não foram priorizadas as ligações e eixos, por exemplo, com o Éden-Cajuru. O modelo precisa de sistema que alimente as estações do BRT rodando de forma sincronizada nos bairros. Também precisa ter a tarifa melhorada, com campanha para as pessoas usarem o transporte coletivo. Fundamental integrar o BRT com a futura rodoviária. Propomos duas: uma mais próxima à Raposo Tavares e outra à Castelo Branco. Integrar com o projeto do trem rápido para São Paulo e mais ciclovias.”

Jaqueline Coutinho - (PSL)

Transporte público de Sorocaba precisa de mais investimentos e melhorias Crédito da foto: Divulgação

“O BRT é um transporte moderno, rápido e eficaz. Neste ano, à frente da Prefeitura, consegui acelerar as obras desse sistema e os avanços já estão sendo sentidos pela população. O BRT estará em funcionamento total no ano que vem, interligando as principais regiões de Sorocaba. Nosso objetivo é ter um transporte mais inteligente e que atenda a todos os sorocabanos e, para isso, vamos manter estudos permanentes das linhas de ônibus, para que elas estejam atualizadas conforme a demanda. Também vamos trabalhar junto ao governo do Estado para que haja uma integração entre o transporte público de Sorocaba e os ônibus intermunicipais. Vamos modernizar os terminais e buscar parcerias para a construção de uma nova rodoviária na cidade. Na questão do trânsito, vamos construir interligações entre os bairros, evitando que os motoristas precisem acessar as avenidas principais. Além disso, temos três grandes obras para dinamizar o tráfego: os viadutos da JJ Lacerda e entre as avenidas Ulysses Guimarães e Edward Fru-Fru, na zona norte, e marginal do Itanguá, na zona oeste.”

Leandro Fonseca - (Democratas)

Transporte público de Sorocaba precisa de mais investimentos e melhorias Crédito da foto: Divulgação

“O custo para a população ter acesso à saúde, educação e cultura está cada dia maior. Boa parte do salário das pessoas está ficando no pagamento do transporte. No meu governo, vamos implantar o Tarifa Zero: o empresário pagará R$ 99 por empregado (hoje ele paga R$ 250); temos 180 mil trabalhadores CLT na cidade, o que daria quase R$ 18 milhões mensais que estas empresas pagarão à Prefeitura (dinheiro que ficará num fundo municipal para pagar as empresas de transporte coletivo) e, assim, é possível custear todo transporte público, pois o custo mensal é cerca de R$ 15 milhões. O trabalhador deixará de ter 6% do salário retido de vale-transporte, ou seja, é bom para todos, pois teremos menos carros nas ruas, menos trânsitos, menos poluição, e também menos acidentes. Hoje, Sorocaba tem 10% a menos de arrecadação, por isso, faremos a manutenção do que já temos e depois, com a casa em ordem, pensaremos em investir, como aumentar a rodoviária ou até mesmo trocá-la de lugar. A proposta é um olhar técnico para solucionar os problemas e ficar dentro do orçamento.”

Maria Lúcia - (PSDB)

Transporte público de Sorocaba precisa de mais investimentos e melhorias Crédito da foto: Divulgação

“Depender de transporte público em Sorocaba ficou ainda mais difícil durante a pandemia. E mais: é inadmissível que ainda existam regiões na cidade que não são servidas por nenhuma linha de ônibus. Vou reorganizar o sistema, propondo alterações de trajetos e horários, para que a população seja melhor atendida. Vou melhorar o transporte coletivo e a interação nos diversos modais, com foco no pedestre. Vou propor parcerias para operação de bicicletas, skates e patinetes de aluguel. Vou modernizar a estrutura administrativa da Urbes e propor equipe técnica para gerenciar a empresa. O BRT em Sorocaba é um grande exemplo de falta de gestão e de planejamento. Vou concluir o que foi contratado para não gerar prejuízo aos cofres públicos, mas irei reavaliar o projeto para entender como ele poderá servir para agilizar a mobilidade em Sorocaba. Vou aumentar a oferta de calçadões, ciclovias e acessibilidade; desafogar o trânsito da área central e buscar recursos para retomada das obras do Programa Sorocaba Total.”

Raul Marcelo - (Psol)

Transporte público de Sorocaba precisa de mais investimentos e melhorias Crédito da foto: Divulgação

“O transporte coletivo de Sorocaba está em crise. A Urbes reduziu o número de pessoas transportadas por mês em 25%, nos últimos 5 anos. Parte disso é explicado pela crise econômica, pois mais pessoas desempregadas representa um fluxo menor de pessoas no sistema. Outra parte é representada por um contingente crescente de pessoas que migraram para o transporte individual. Seja uma causa ou outra, o resultado é o mesmo, a necessidade sempre maior de aportes do erário público para fechar o caixa da Urbes. Subsidiar um transporte coletivo não é um problema em si, pois todos os sistemas do mundo que funcionam são assim. O problemático foi a escolha recente do BRT, que, além de caro, não configura uma solução para nosso sistema, que, como dito, vem perdendo espaço e passageiros. No entanto, o BRT é uma realidade, custou uma verdadeira fortuna e é um fato dado para a próxima legislatura. Pretendemos integrar o BRT ao atual sistema de forma a otimizar em tempo e em qualidade o sistema de ônibus convencional, aproveitando as radiais de deslocamento desse novo sistema.”

Renan Santos - (PDT)

Transporte público de Sorocaba precisa de mais investimentos e melhorias Crédito da foto: Divulgação

“Considero que a execução das obras do BRT em Sorocaba trouxe e ainda está trazendo muitos transtornos à população por conta do mau planejamento, mas defendo que é preciso trabalhar com o que se tem e o BRT já é uma realidade. Para isso, vamos investir na qualidade do serviço, integrando o sistema BRT com as linhas interbairros e com os diferentes modais, proporcionando deslocamentos mais rápidos e eficientes aos cidadãos sorocabanos.

Quero criar o Bilhete Único Mensal, para oferecer ao usuário do transporte coletivo pacotes de passagem para realização de viagens ilimitadas a um custo mais baixo por período. Além de incentivar a integração de diferentes modais, vou apoiar o uso de bicicletas como meio de transporte principal, por meio de incentivos tributários para empresas que queiram gerenciar o sistema Integrabike, inclusive com a implantação de bicicletas elétricas. Outra necessidade urgente é a construção do novo Terminal Rodoviário, por meio de parceria com a iniciativa privada, em local adequado e mais próximo dos eixos rodoviários.”

Rodrigo Manga - (Republicanos)

Transporte público de Sorocaba precisa de mais investimentos e melhorias Crédito da foto: Divulgação

“O conceito Bus Rapid Transit (BRT) é, basicamente, oferecer transporte mais rápido e confortável, com alta tecnologia embarcada. Por meio da sincronização de semáforos, permitindo ondas verdes de semáforo e priorizando os ônibus. Pretendo dar continuidade ao BRT nas linhas já contratadas, mas sem a execução de grandes obras, que causaram tantos transtornos. O sistema de transporte tradicional parou no tempo. Carece de atualização e mais planejamento das linhas. Precisamos redimensioná-las, adaptá-las às novas tecnologias e ao crescimento da cidade, buscando maior oferta de ônibus e levando-os até os limites da cidade. Quanto à rodoviária, não é funcional onde está. O projeto é criar uma nova, mais moderna e eficiente, atendendo usuários com mais conforto e segurança. Sorocaba também merece novas avenidas, que escoem o tráfego mais rapidamente. Para disciplinar o motorista, a solução é educar. Multas não são solução, mas podem ser necessárias quando há constante negligência de motoristas. De maneira geral, a cidade é bem sinalizada, mas merece atualizações e melhorias.”