Sorocaba e Região

Trabalhadores ambulantes fazem protesto na Câmara de Sorocaba

Grupo reclama da fiscalização e pede lugar regularizado para vender os produtos
Grupo de ambulantes protesta com cartazes. Crédito da foto: Ana Cláudia Martins

Um grupo de 20 pessoas protesta na manhã desta quinta-feira (21) na galeria da Câmara de Sorocaba, onde ocorre a 74ª sessão ordinária. Os manifestantes são trabalhadores ambulantes na área central da cidade e reclamam do trabalho de fiscalização da Prefeitura de Sorocaba, que é feito pela Guarda Civil Municipal (GCM), como determina a legislação.

Os ambulantes reclamam que seus produtos são apreendidos de forma arbitrária. Uma das organizadoras do protesto na Câmara, Josiane Aparecida Afonso, disse que os trabalhadores querem um local para vender seus produtos e pagar os impostos necessários para tal. Ela afirma que a reivindicação já foi feita à Prefeitura de Sorocaba, mas o Executivo teria oferecido locais longe do Centro ou em parques municipais.

Porém, Josiane afirma que os locais longes da área central é ruim para os vendedores, que precisam de pessoas circulando. E em parques, como a Parque das Águas, o movimento é maior somente nos finais de semana ou feriados, mas os trabalhadores precisam vender seus produtos durante a semana também.

“Devido a crise muitas pessoas perderam seus empregos e não conseguem mais voltar ao mercado de trabalho formal. Então, temos que trabalhar como ambulantes porque precisamos sobreviver, temos nossas contas para pagar e só queremos trabalhar”, afirma Josiane.

Com cartazes, eles pedem que os vereadores deem atenção à questão e cobrem do Executivo uma forma de solucionar o problema dos vendedores ambulantes em Sorocaba.

Leia mais  Vídeo registra GCM contendo ambulante com 'mata-leão' em Sorocaba
Comentários