Covid-19 Sorocaba e Região

Sorocabanos estão retidos em hotel na Argentina devido ao coronavírus

A dupla foi impedida de deixar o hotel após a decretação de quarentena obrigatória no País
Sorocabanos estão retidos em hotel da Argentina devido ao coronavírus
Luís Aurélio e Vladimir Beraldo durante a viagem pela Argentina. Crédito da foto: Cortesia

Dois sorocabanos estão retidos há três dias em um hotel na Argentina. Eles faziam uma viagem de moto pelo norte do País, junto com três amigos, quando foram surpreendidos pela decretação de quarentena obrigatória por coronavírus em território argentino.

O engenheiro civil Luís Aurélio, 45, e o empreendedor Vladimir Beraldo, 42, estão em Embarcación. O município fica situado na província de Salta, perto das fronteiras com a Bolívia e o Paraguai.

Os sorocabanos têm a companhia de outros três motociclistas: dois de Assis e um de Araraquara. Eles receberam uma intimação de um representante do governo argentino para ficarem dentro do hotel. Um policial fica posicionado na porta do prédio para impedir a saída dos brasileiros.

Segundo Luís Aurélio, a alimentação entra no hotel por meio de uma janela. Não há contato físico com o entregador. Cada refeição é custeada pelos brasileiros. “Mas o hotel acreditamos que não vamos pagar. Ainda temos dinheiro para pagar a comida”, comenta.

Apenas os cinco brasileiros e o porteiro estão no hotel. Segundo Luís Aurélio, os demais hóspedes estavam jantando fora do hotel, tentaram entrar, mas foram impedidos. Eles receberam as malas ao lado de fora do prédio.

Quarentena

A quarentena dos cinco amigos no hotel está prevista para terminar em 25 de março. O período de 14 dias teve início em 11 de março – data do carimbo no passaporte dos brasileiros.

Segundo Luís Aurélio, representantes do governo argentino prometeram fornecer um documento médico para liberá-los. “Mas a nossa preocupação é que as fronteiras dos estados estejam fechadas”, relata.

Rota 40

Os cinco amigos planejaram a viagem de moto no ano passado. O objetivo era conhecer o início da Rota 40 – uma das estradas mais conhecidas do mundo.

A viagem era para durar 14 dias. A aventura de moto teve início em 10 de março no município de La Quiaca, em Jujuy, no extremo norte da Argentina. O destino seria Susques.

Leia mais  MEC autoriza universitários para estágio em hospitais durante pandemia

 

No meio do caminho, o quinteto decidiu retornar. Eles perceberam a gravidade da pandemia de coronavírus e tentaram voltar ao ponto inicial. (Da Redação)

Comentários