Sorocaba e Região

Sorocabanos aproveitam Dia D para se proteger contra a gripe

A meta é vacinar mais de 175 mil sorocabanos durante todo o período da campanha, que segue até 31 de maio
32 UBSs da cidade funcionam das 8h às 17h neste sábado (4) – Foto: Fábio Rogério

Numa demonstração de compromisso com a saúde, muita gente aderiu neste sábado (4), em Sorocaba, à campanha nacional do Dia D de Vacinação Contra a Gripe. Na Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Haro, por exemplo, até por volta das 14h30 cerca de 250 pessoas tinham sido vacinadas. “O fluxo de pessoas é constante, o movimento é bom”, avaliou a coordenadora da UBS, Loisiana Davis Merlin.

A busca de proteção contra a gripe levou a professora Carolina Groke, e o marido, Danilo Groke, a irem com os filhos Luigi, de 7 anos, e Benicio, de 1 ano, à UBS da Vila Haro. Há anos, toda a família toma a vacina, e Carolina, referindo-se aos dois filhos, comemorou: “Eles não pegam mais gripe, faz tempo.” Danilo também disse que antes de incorporar a vacina contra a gripe habitualmente ficava gripado. Depois das vacinas, isso mudou: “Faz tempo que não pego gripe.”

A aposentada Marli Leon, de 63 anos, disse que toma a vacina há cerca de 10 anos e acredita que essa adesão aumentou entre os brasileiros: “Está havendo mais esclarecimento, o pessoal está aceitando bem.” A professora Kênia Martin, de 40 anos, foi à UBS com a filha Livia, de 4 anos, e a mãe Salete Martin. “Sou super a favor da vacina porque ela previne doença, vale muito a pena”, disse Kênia. Salete acrescentou que, por conta da vacina, é muito raro ficar gripada.

Leia mais  No 1º Pedala Rio Sorocaba, ciclistas conhecem história e curiosidades

 

A advogada Marijose Junqueira, de 52 anos, faz um tratamento de saúde. O remédio que ela usa diminui a sua imunidade e ela fica com maior risco de pegar gripe. Por isso, especialmente no seu caso, a vacina também é “importante”.

“Não imunizar deixa a pessoa suscetível a doenças, a vacina protege; tomar vacina, recomendo a todos”, disse o médico Ali Abdul Akl, de 53 anos, que também foi à UBS para tomar a vacina contra a gripe. Numa das salas de atendimento, a técnica de enfermagem Adelaine Cristina Bispo da Paixão, de 34 anos, avaliou: “A gente fica satisfeita por estar ajudando as pessoas.”

Balanço parcial

A Secretaria de Saúde (SES) do município informou que divulgará um balanço parcial da vacinação na cidade após as 17h, quando termina a vacinação nas 32 UBSs. O balanço completo será divulgado somente na segunda-feira (6). Desde às 8h, mais de 200 servidores foram mobilizados para atender a população nesses locais.

Devem ser vacinados adultos com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a menos de seis anos, trabalhadores da área de Saúde, portadores de doenças crônicas, gestantes, professores de escolas públicas e privadas e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto).

Segundo os últimos dados divulgados pela SES, até o dia 24 de abril, 32.021 pessoas foram vacinadas na campanha, que segue até o dia 31 de maio. O total representa somente 18,34% do público-alvo, que é de 175.543 mil pessoas, com meta mínima de 90%. Os dados foram divulgados na sexta-feira (26), e são os mais atuais.

Comentários