Sorocaba e Região

Sorocaba testará moradores por amostragem em UBSs

Na ação, serão usados cerca de 2 mil testes rápidos, que já estão com a Secretaria da Saúde
Sorocaba testará moradores por amostragem em UBSs
Amostragem será aleatória conforme a abrangência das 32 Unidades Básicas de Saúde da cidade. Crédito da foto: Vinícius Fonseca (21/5/2020)

Sorocaba deverá iniciar em breve a testagem de coronavírus por amostragem de moradores, de acordo com a Unidade Básica de Saúde (UBS) de referência. Segundo o secretário da Saúde, Ademir Watanabe, os participantes serão escolhidos por sorteio. “Vamos sortear uma rua, na área de abrangência de cada uma das 32 UBSs da cidade, e em cada rua sorteada será escolhida uma casa e os seus moradores serão testados para Covid-19”, disse. Para a ação, além de outros tipos de testagens com outros públicos, a SES recebeu 9 mil testes rápidos, que já estão com a pasta municipal.

Conforme a SES, no momento da testagem, caso nenhum morador esteja na residência, será sorteada outra casa. “Essa amostragem será totalmente aleatória e não haverá nenhum tipo de direcionamento para que não haja nenhuma interferência”, afirma o secretário. “Serão realizados inquéritos sorológicos nas áreas de abrangência das 32 UBSs, com sorteio aleatório de 60 munícipes, utilizando o Sistema de Informação de Saúde Local, totalizando 60 pessoas por território, totalizando 1.920 pessoas”, aponta a pasta.

Ainda segundo a SES, recentemente uma pesquisa semelhante, por amostragem, foi realizada em Sorocaba pelo Ibope, com aproximadamente 700 pessoas. “Se o munícipe sorteado recusar a participar do inquérito, outro será selecionado aleatoriamente. A cada novo inquérito, a amostragem incluirá os mesmos territórios. Os entrevistadores serão treinados na execução do exame que será realizado com amostra de sangue obtida através de punção digital”, aponta a secretaria.

Leia mais  Covas anuncia fechamento do hospital de campanha do Pacaembu

 

De acordo com o titular da pasta municipal, o objetivo da pesquisa por amostragem sobre coronavírus na cidade é verificar a situação epidemiológica atual e a proporção de casos. Além disso, os resultados vão trazer mais informações sobre o número de infectados pela Covid-19 em Sorocaba e embasar ações e medidas de prevenção e controle adotadas pelo município.

Para isso, serão usados os testes rápidos que identificam anticorpos contra o coronavírus no organismo de sete a 10 dias depois que a pessoa se infectou. Os testes rápidos são diferentes do PCR, por exemplo, que analisam secreções das vias respiratórias e identificam o vírus no momento em que está agindo.

Além da testagem para Covid-19, serão aplicados questionários com informações dos participantes: sexo, idade, escolaridade do respondente, escolaridade da pessoa com maior grau de instrução no domicílio, cor da pele
autorreferida, sintoma potencialmente relacionados à COVID-19 nos 15 dias anteriores à entrevista, presença de comorbidades, utilização dos serviços de saúde nos últimos 15 dias e medidas de distanciamento de social adotadas.

O secretário da Saúde disse que a cidade já havia recebido cerca de 15 mil testes, mas que eles não podem ser usados para testar a população em geral porque são destinados, especificamente, para os profissionais de saúde. “A SES não podia testar ninguém que não fosse da área da saúde. Agora, com os 9 mil testes rápidos que a pasta recebeu, o campo de atuação será ampliado, e eu consigo testar, por exemplo, um morador de rua ou guarda civil municipal, entre outros, além da testagem por amostragem nos moradores da cidade, de acordo com a UBS de referência”, afirma Watanabe.

Na semana passada, a SES havia informado ao jornal Cruzeiro do Sul que iniciou a aplicação de testes rápidos na cidade no dia 30 de abril e que até então 9.742 foram aplicados. Porém, eles foram aplicados nas unidades da saúde da cidade (UBSs, UPA, UPHs e PA) somente de acordo com o fluxo de notificação para casos suspeitos de Covid-19 em moradores de Sorocaba no âmbito público.

Leia mais  Hospital de campanha de Sorocaba recebe mais seis respiradores

 

Desse modo, os testes são aplicados em pacientes atendidos nas unidades de saúde da cidade em casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG); profissionais das áreas da saúde, segurança, limpeza pública, transportes públicos e sistema funerário; idosos; pacientes com comorbidades como diabetes, doenças cardiovasculares, pneumopatias ou obesidade, entre outras; gestantes de alto risco, população de alta vulnerabilidade social; residentes em instituições fechadas; e ainda demais pessoas atendidas nas unidades de saúde municipais que não se enquadram nas características anteriores, mas apresentam sintomas suspeitos.

Conforme a SES, os resultados dos testes ficam prontos em 24 horas pelo laboratório municipal.

Estado

Na semana passada, a Secretaria de Estado da Saúde informou que serão enviados 11.510 kits para coleta de amostras e realização de PCR (swabs) para as cidades da região de Sorocaba: “A pasta estadual está atuando na distribuição de insumos para ampliação de testagem Covid-19 aos municípios. A distribuição será feita às 48 cidades equivalentes ao Departamento Regional de Saúde (DRS-16).”

Ainda conforme o Estado, a Plataforma de Laboratórios para Diagnóstico de Coronavírus está à disposição para auxiliar no processamento das amostras. “O Governo do Estado repassou mais de R$ 300 milhões aos municípios para auxiliar no fortalecimento da rede assistencial para atendimento a pacientes com a doença. Para a região de Sorocaba, o valor destinado é superior a R$ 17,8 milhões.” (Ana Cláudia Martins)

Comentários