fbpx
Sorocaba e Região

Sorocaba registra duas mortes por Influenza conforme boletim epidemiológico

As vítimas são homens, com idades de 32 e 45 anos; neste ano, foram registrados 10 casos da doença na cidade
Sorocaba registra duas mortes por Influenza
Campanha fez imunização contra a doença na cidade; não há informação se vítimas foram vacinadas. Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS (10/4/2019)

A Vigilância em Saúde de Sorocaba divulgou nesta terça-feira (2) boletim epidemiológico em que informa a morte de dois homens por Influenza A(H1N1) no município. Um deles tinha 32 anos, e o outro, 45. Nenhum deles apresentava doença que pudesse ser relacionada como fator de agravamento dos quadros de saúde. Também não há informação, segundo divulgou a Prefeitura, se as vítimas foram ou não vacinadas contra a gripe. Neste ano foram registrados 10 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por Influenza na cidade.

A Influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção como crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Leia mais  Trabalhadores do BRT fazem greve por falta de pagamento em Sorocaba

A transmissão da gripe ocorre principalmente através do contato com partículas eliminadas por pessoas infectadas ou mãos e objetos contaminados por secreções. Os sintomas são similares aos da gripe comum, com a diferença que, no início, são mais súbitos e intensos, e incluem febre, tosse, garganta inflamada, dores no corpo, dores de cabeça, calafrios e fadiga. Entre as recomendações gerais como prevenção estão a de intensificar a lavagem das mãos com água e sabão, principalmente após tossir e espirrar, além de utilizar produtos à base de álcool para higienizar as mãos.

Dengue

O boletim da Vigilância em Saúde também traz dados referentes aos casos de arbovirose (dengue, chikungunya, zika e febre amarela). De acordo com a Secretaria da Saúde do município, Sorocaba registrou 942 casos confirmados de dengue (806 autóctones, 96 importados e 40 indeterminados), 61 de chikungunya (53 autóctones, 4 importados e 4 indeterminados) e um caso importado de febre amarela, infectado na cidade de Cajati. Nenhum caso de zika foi registrado. Não há óbitos na cidade por conta dessas doenças.

Leia mais  Sorocaba não terá decoração de Natal este ano, diz Prefeitura

O boletim também informa que nas últimas semanas não foi notada concentração na ocorrência dos casos confirmados de dengue, sendo estes distribuídos em todas as áreas do município. Sorocaba ainda está em momento epidêmico. (Carlos Araújo)

Comentários