Sorocaba e Região

Sete entidades de Sorocaba irmanadas pelo bem do próximo

As entidades mantêm o apoio mútuo e formam uma rede solidária que atua em diferentes frentes junto à sociedade

.“Como irmãs”. Desta forma, o presidente da Loja Maçônica Perseverança III, Laelso Rodrigues, descreve a relação entre as sete entidades. Todas sem fins lucrativos geridas voluntariamente por seus membros.

Nesta analogia, a Perseverança III, que comemorou nesta sexta-feira (31) 151 anos, desempenha o papel de mãe da Fundação Ubaldino do Amaral (FUA) — mantenedora do jornal Cruzeiro do Sul e do Colégio Politécnico de Sorocaba.  Também é responsável pela Fundação Cultural Cruzeiro do Sul — mantenedora da rádio Cruzeiro FM 92,3 –; Vila dos Velhinhos; Lar Escola Monteiro Lobato; Associação Protetora dos Insanos (Apis); Serviço de Obras Sociais (SOS) e Liga Sorocabana de Combate ao Câncer.

Citando os valores da filosofia maçônica, “liberdade, igualdade e fraternidade”, Rodrigues afirma que as entidades mantêm o apoio mútuo. Elas formam, também, uma rede solidária que atua em diferentes frentes junto à sociedade.

Leia mais  Em homenagem, diretores da FUA recebem medalha Inovação e Tecnologia

 

Também instituída por membros da Perseverança III, a FUA, que completou 56 anos nesta sexta-feira (31), é a mantenedora do jornal Cruzeiro do Sul e do Colégio Politécnico de Sorocaba. A FUA tem o assessoramento à assistência social como um dos pilares que a tornam referência filantrópica em Sorocaba e região.

Associação Protetora dos Insanos

Antônio Carlos Ribeiro (Apis). Crédito da foto: Emídio Marques (29/7/2019)

Entidade mais antiga criada por membros da Perseverança III, a Associação Protetora dos Insanos de Sorocaba (Apis) tem 102 anos de prestação de assistência especializada na área de saúde mental.

Atualmente, a entidade mantém dez residências terapêuticas que, juntas, atendem a cerca de 70 pacientes. Também é responsável por um Centro de Atenção Psicossocial 2 (Caps 2), que oferece e tratamento especializado a pacientes portadores de doença mental; e um Caps AD (Álcool e outras Drogas) que assiste a pessoas com a dependência química.

De acordo com o presidente Antônio Carlos Ribeiro, os dois Caps atendem, em média, 1.100 pacientes por mês. Diretor da associação há 34 anos, em 17 eleições consecutivas alternando entre os cargos de presidente e tesoureiro, Ribeiro afirma que a entidade que foi responsável pelo extinto Hospital das Acácias mantém os mesmos ideais de sua data de fundação: “o amor ao próximo, o desprendimento próprio e nunca visando o lucro pessoal, e sim da sociedade”, elenca.

Leia mais  Associação Protetora dos Insanos de Sorocaba completa 100 anos

 

Fundação Cultural Cruzeiro do Sul

Gerdy Silveira (Cruzeiro FM 92,3). Crédito da foto: Erick Pinheiro (2/4/2019)

Esses ideais são compartilhados por Gerdy Silveira, presidente da Fundação Cultural Cruzeiro do Sul, que completou nesta sexta-feira (31) 31 anos. A fundação é mantenedora da rádio Cruzeiro FM 92,3, que em novembro completa 25 anos.

A entidade é a mais jovem mantida pela Perseverança III. “A nossa motivação é trabalhar em prol do outro. Se não fosse por isso nós não estaríamos lá”, diz o cirurgião dentista, citando que essa motivação também o faz dedicar boa parte de seu tempo em estudar e aprender outra área de conhecimento que não está relacionada a sua atividade profissional.

O presidente da fundação considera a filantropia como “ponto de contato” entre todas as entidades mantidas pela loja maçônica e cita que ter participado de outras diretorias serviu como processo de formação até chegar ao cargo de presidente.

Silveira comemora o fato de a emissora de rádio, caçula dentre as entidades derivadas da Perseverança III, ocupar lugar de destaque no espaço radiofônico da região, tendo como carro-chefe o jornalismo e a transmissão de eventos esportivos.

Leia mais  Campanha Motorista Legal da rádio Cruzeiro FM chega à 10ª Edição

 

Lar Escola Monteiro Lobato

José Murilo Marinho Mauad (Lar Escola Monteiro Lobato). Crédito da foto: Erick Pinheiro (7/5/2019)

Dentre as instituições coirmãs assessoradas pela FUA está o Lar Escola Monteiro Lobato, que desenvolve o Projeto Renovar, que atende a 150 crianças de 6 a 12 anos em situação de vulnerabilidade social e oferece serviço de convivência e fortalecimento de vínculo aos assistidos no contraturno escolar.

Atualmente, em virtude do cenário de pandemia de Covid-19, as atividades voltadas ao desenvolvimento pessoal e social estão sendo oferecidas de maneira remota. Mesmo assim, os mantenedores do projeto continuam com a distribuição semanal de cestas de alimento personalizadas, conforme o perfil das famílias atendidas.

O presidente do Lar Escola Monteiro Lobato, José Murilo Marinho Mauad, destaca que dentre os serviços de assessoramento que recebe da FUA estão a assessoria técnica na área de informática e tecnologia da informação (TI) e eventualmente em repasse de doações. Mauad detalha que os associados da entidade, assim como os conselheiros da FUA são oriundos da Loja Maçônica Perseverança III. “Todas essas entidades são coligadas e têm a Loja Maçônica como principal força motriz”, comenta.

Leia mais  Lar Escola Monteiro Lobato completa 73 anos

 

Vila dos Velhinhos de Sorocaba

Silvio Carlos Cariani (Vila dos Velhinhos). Crédito da foto: Emídio Marques (29/7/2019)

A Vila dos Velhinhos de Sorocaba também é oriunda da abnegação dos membros da Loja Maçônica. Segundo o presidente, Silvio Carlos Cariani, o exercício da solidariedade é o fio condutor que conecta todas as instituições geridas por membros da Perseverança III.

Segundo ele, essa grande rede de diretores e conselheiros dá respaldo para que as entidades consigam desenvolver suas ações e superar as adversidades, como atualmente as provocadas pela pandemia. “O segredo do sucesso é que todo mundo trabalha em sintonia”, assinala.

Atualmente, a Vila dos Velhinhos atende 90 idosos e, além de acolher e alimentar, oferece atenção básica de saúde, atividades de recreação e um ambiente seguro e confortável.

Leia mais  Vila dos Velhinhos inaugura ampliação da ala particular, totalizando 24 suítes

 

SOS – Serviços de Obras Sociais

João Gabriel (SOS). Crédito da foto: Pedro Negrão (15/6/2015)

A pandemia de Covid-19 impôs uma série de desafios ao Serviço de Obras Sociais (SOS), outra instituição fundada e mantida pelos membros da Perseverança III. De acordo com o presidente, João Gabriel, a entidade tem participado ativamente das ações que visam reduzir os impactos de pandemia nas pessoas em situação de rua.

A sede da entidade foi adaptada para o acolhimento de até 70 pessoas durante 24 horas e o espaço do Clube do Idoso, cedido à Prefeitura para ampliar o acolhimento, foi equipado para atender até 80 pessoas durante 24 horas.

Nestes dois espaços, destaca o presidente, são oferecidos serviços de alimentação e de higiene, com acompanhamento de profissionais de saúde e supervisão do SOS.

João Gabriel menciona que também foi ampliado o serviço de abordagem social para as que não aceitam o serviço de acolhimento e conta com a distribuição de máscaras de proteção facial, álcool gel e vale-refeição para o restaurante Bom Prato.

“A gente agradece o apoio da Perseverança III por meio da rádio Cruzeiro FM, do jornal Cruzeiro do Sul e a Fraternidade Feminina, que divulgaram e organizaram a nossa campanha de agasalho durante a pandemia”, diz.

Leia mais  Energia solar no Serviço de Obras Sociais

 

Liga Sorocabana de Combate ao Câncer

Maysa Miceli Santini de Souza (Liga de Combate ao Câncer). Crédito da foto: Erick Pinheiro (24/4/2019)

Outra entidade sem fins lucrativos que recebe o assessoramento da FUA é a Liga Sorocabana de Combate ao Câncer. Essa entidade busca dar apoio, esperança e conhecimento a todos que passam por este momento delicado de suas vidas.

Desde que foi fundada, em 1975 até hoje, além da assistência, a Liga Sorocabana de Combate ao Câncer tem o foco voltado ao esclarecimento sobre o câncer de mama e câncer ginecológico e informar a sociedade sobre condutas de prevenção.

“Uma das nossas missões é informar a sociedade e, para isso, a parceria com o jornal Cruzeiro do Sul e a rádio Cruzeiro FM é fundamental. Por meio do jornal, do site e da rádio, a gente consegue amplificar a nossa mensagem”, comenta a presidente da Liga, Maysa Miceli Santini de Souza.

Ela destaca que os casos de câncer de mama têm 90% de cura quando diagnosticados precocemente. Maysa assinala que atualmente a Liga presta atendimento a mais de 100 mulheres em uma série de ações. Tudo isso visa o apoio e o resgate da autoestima das atendidas e conta com equipe multidisciplinar que conta com psicóloga, nutricionista, fisoterapia, acupunturista, pilates, ioga e artesanato.

Leia mais  Parceria com shopping beneficia Liga Sorocabana de Combate ao Câncer

 

Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul

Márcia Cristina Rodrigues (Fraternidade Feminina). Crédito da foto: Pedro Negrão (9/3/2015)

A Liga foi formada pela Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul da Loja Maçônica Perseverança III, como é denominada a entidade paramaçônica formada pelas esposas dos membros da loja.

Conforme a presidente da fraternidade, Márcia Rodrigues, atualmente o grupo conta com cerca de 75 mulheres que, além de apoiarem as ações desenvolvidas pelas entidades coirmãs, promovem ações solidárias. E tudo em prol de famílias carentes, como coleta de agasalhos e cestas básicas.

Márcia reconhece que, com o aumento da participação das mulheres no mercado de trabalho, o perfil de atuação da fraternidade foi se transformando. “Antes, como a maioria das mulheres era do lar, elas organizavam eventos, faziam jantares para arrecadar dinheiro. Hoje, a fraternidade participa mais divulgando as ações, promovendo, usando as redes sociais”, assinala.

Leia mais  Perseverança III presta homenagens à fraternidade feminina

 

Fraternidade Acadêmica Perseverança III

Além da Fraternidade Feminina, outra entidade paramaçônica ligada à loja maçônica é a Fraternidade Acadêmica Perseverança III. De acordo com o presidente Mário Luiz Souza Picini, a entidade que está completando 17 anos visa apoiar os trabalhos da Perseverança III nos trabalhos junto à sociedade sorocabana. (Felipe Shikama)

Comentários