fbpx
Sorocaba e Região

Semana Santa: Católicos, evangélicos e judeus têm celebrações

Catedral Metropolitana e Igreja Presbiteriana do Calvário de Sorocaba são destaques
Auto da Páscoa na Igreja Presbiteriana do Calvário de Sorocaba é um dos destaques. Crédito da Foto: Divulgação/Arquivo JCS

Nesta quarta-feira (17), às 19h30, a Catedral Metropolitana de Sorocaba dá continuidade à programação da Semana Santa, com a Missa dos Santos Óleos, quando são feitas as renovações das promessas sacerdotais. Amanhã (18), às 19h30, haverá a Missa da Ceia da Senhor e a cerimônia do Lava-pés, conduzida pelo arcebispo dom Julio Akamine, e, a partir das 21h, a Vigília da Oração.

Na Sexta-Feira Santa (19), às 14h, Sermão das Sete Palavras de Jesus na Cruz; 15h, ação litúrgica da Paixão do Senhor; às 18h30, Via Sacra e, às 19h30, encenação da Paixão do Senhor e procissão. No Sábado de Aleluia (20) haverá a Vigília Pascal, a partir das 19h30, e no Domingo de Páscoa (21), serão celebradas missas na Catedral às 8h, 10h, 12h, 18h e 20h.

No Santuário São Judas Tadeu, no Central Parque, hoje, às 19h30, será exibido o filme “A Paixão de Cristo”, no Centro de Evangelização do Santuário. Amanhã (18), às 19h30, haverá a cerimônia do Lava-pés; na Sexta-Feira Santa, será dia de oração, penitência e jejum, no Santuário, com o Sermão das Sete Palavras de Jesus na Cruz, às 14h. Em seguida será rezado o Terço da Misericórdia; depois, a Via-Sacra, às 16h, terminando com Adoração da Cruz e Comunhão. A missa da Vigília Pascal será no sábado (20), às 19h. E, no Domingo de Páscoa, haverá três missas, às 8h, 10h e 19h.

Leia mais  Mulher aciona botão do pânico e ex-marido é detido em Sorocaba

Celebrações evangélicas

A Igreja Presbiteriana da rua Santa Clara realiza hoje, às 19h30, uma reunião de oração e o culto “Os 7 derramamentos de sangue de Cristo”; na sexta-feira (19), às 20h, haverá culto cantado com a entoação de louvores pelo perdão na cruz. No domingo (21), às 9h, acontece o “Culto da ressurreição”, com a Santa Ceia.

A Igreja Batista Central, na Vila Hortência, terá culto de Páscoa no domingo (21), às 19h. A Igreja do Evangelho Quandrangular, na Vila Carvalho, promoverá culto especial às 10h.

Auto da Páscoa

Nesta sexta-feira e sábado, às 19h30, e no domingo, às 19h, será realizada a nona edição do Auto de Páscoa da Igreja Presbiteriana do Calvário de Sorocaba — localizada na rua Rocha Pombo, 264, na Vila Jardini. A apresentação artística reconta a história da vida, sofrimento, morte e ressurreição de Jesus Cristo. A edição deste ano envolve teatro, música (coral adulto, solos), além de figurino de época e cenário que muda de acordo com as cenas. Participam cerca de 300 voluntários, divididos em 38 equipes de trabalho. A estimativa é de que cada edição do espetáculo será assistida por cerca de 500 pessoas ao vivo, além de transmissão pelo site www.ipcalvario.org.br e também via Facebook e YouTube.

Leia mais  Jovem foge da PM e é morto durante perseguição em Sorocaba

Para o pastor titular da igreja, reverendo Arthur Fernandes Júnior, o que leva a história de Jesus a atravessar séculos com extraordinária atenção é a fé das pessoas. Ele informou que na pré-estreia do espetáculo, domingo passado, mais de 500 pessoas assistiram à apresentação. Ele destacou dois momentos fortes: a morte de Jesus, instante de bastante dramaticidade, e a ressurreição: “A Páscoa é a comemoração da ressurreição de Jesus.” A entrada é gratuita e aberta a toda a comunidade.

Pessach

A Páscoa judaica, o Pessach, dura oito dias e a data é determinada pelo calendário lunissolar. Neste ano, começará no anoitecer de sexta-feira (19). O presidente do Centro Cultural Brasil – Israel de Sorocaba, Vanderlei Martinez, informa que na segunda-feira (22), acontecerá uma celebração comunitária em um restaurante, com a participação da rabina Fernanda Tomchinsky da Congregação Israelita Paulista.

Leia mais  Acessos da Raposo continuam alvo de reclamações

Em Sorocaba, não há sinagogas e as celebrações são feitas no Centro Cultural que fica na avenida Armando Salles de Oliveira, 701, no bairro Trujillo. Na tradição judaica, a Páscoa celebra a libertação dos hebreus da escravidão no Egito. O jantar típico Sêder de Pessach inclui uma série de ritos, como a ingestão de alimentos específicos e a leitura do livro Hagadá. “A Páscoa, tanto para judeus como cristãos, tem a máxima da libertação, da superação, a máxima de entender que Deus realmente está acima de tudo. Porque foi Deus, para os cristãos que mandou Jesus, e para os judeus que os tirou do Egito”, destaca Martinez. (Da Redação)

Comentários