Sorocaba e Região

Seis mulheres estão entre 26 candidatos de Sorocaba

No quadro, são 11 postulantes a deputado federal e 15 a deputado estadual
Deverão disputar os votos dos sorocabanos 11 candidatos a federal e 15 a estadual. Crédito da foto: Emídio Marques / Arquivo JCS (3/5/2018)

Sorocaba terá ao menos 26 candidatos à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e à Câmara Federal, conforme informações disponibilizadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), após os pedidos de registros das candidaturas, que terminou na quarta-feira (15). São 11 postulantes a deputado federal e 15 a deputado estadual. Entre os 26 postulantes, há apenas seis mulheres. No quadro, são cinco candidatos que disputam a reeleição e dois vereadores que buscam um patamar mais alto no Legislativo. Sem mandatos atualmente, são quatro ex-vereadores que disputam vagas.

Seis mulheres estão entre 26 candidatos de Sorocaba

Perfil dos candidatos

Conforme as informações fornecidas pelos candidatos, 18 deles têm ensino superior completo. Cinco deles têm ensino médio completo. Ainda conforme as informações, um tem ensino superior incompleto, ao passo que um tem ensino fundamental completo e um tem ensino médio incompleto. O ano de nascimento dos candidatos varia entre 1951 e 1980.

Com relação às ocupações, boa parte dos candidatos declarou que atua como advogado — seis no total. Quatro deles declaram que a profissão é de deputado. Cinco deles não declararam a ocupação, preenchida como “outros”. A lista contém diversas outras profissões declaradas como ocupação por ao menos um dos candidatos, tais como comerciante, empresário, economista, administrador, representante comercial, servidor público federal, cantor e operador industrial.

Leia mais  Diretoria da Fundação Ubaldino do Amaral assume novo mandato

Federais

O PSDB tem como candidato o atual deputado federal e ex-prefeito de Sorocaba Vitor Lippi. O PT lançou Izídio de Brito, ex-vereador pelo partido na legislatura 2013/2016. O atual vereador Vitão do Cachorrão é o candidato a deputado federal pelo MDB. O empresário do ramo de ecoenergia, Luiz Cláudio Santos Rosa, é o candidato a deputado federal por Sorocaba pelo Podemos. O PV sorocabano confirmou o nome de Mônica dos Animais como candidata a deputada federal pelo partido. Jefferson Campos, atual deputado federal, é o postulante do PSB para continuar em Brasília.

Ainda para deputado federal, Elizangela Miguel oficializou a candidatura pelo PR. A sindicalista Teresinha Baldino (Sindirefeições) é candidata a deputada federal pelo PDT. Pelo PMN, quem disputa uma vaga na Câmara Federal é o advogado Márcio Tomazela. Vinícius Marini disputa uma cadeira em Brasília pelo partido Novo. Por fim, o auditor fiscal Marcus Dantas disputa uma vaga de federal pelo PSL.

Leia mais  Escola municipal é invadida e tem objetos furtados em Sorocaba

Estaduais

Abrindo a lista dos candidatos à Alesp, aparece a atual deputada pelo PSDB, Maria Lúcia Amary. A vice-prefeita Jaqueline Coutinho disputa a cadeira pela primeira vez pelo PTB. Pelo PT, quem disputa de novo uma vaga na Alesp é o ex-deputado estadual Hamilton Pereira. O atual vereador Fausto Peres oficializou sua candidatura pelo Podemos. O Psol, a princípio, é o único partido que tem dois candidatos à Assembleia Legislativa do Estado, sendo o atual deputado Raul Marcelo e o sindicalista Marcos Latino.

O ex-vereador Hélio Godoy é o candidato do PRB à Alesp. O atual deputado estadual Carlos Cezar concorre à reeleição pelo PSB. O ex-vereador Carlos Leite disputa uma vaga no Legislativo estadual pelo PDT. Pelo partido Novo, são dois candidatos: Ivan Rodrigues e o administrador Cunha. Pelo PHS o nome escolhido foi o do advogado Marcos Antonio Prezença. Pelo PR, o ex-vereador Cláudio do Sorocaba 1 oficializou a candidatura. A lista ainda tem Adiene Brenga, buscando uma cadeira na Alesp pelo PMN, e Danilo Balas, pelo PSL.

Leia mais  Ministério Público abre inquérito sobre a Festa Junina de Votorantim

Campanha

Conforme calendário do TSE, desde ontem está permitida a propaganda eleitoral. Candidatos, os partidos ou as coligações podem utilizar, das 8h às 22h, alto-falantes nas suas sedes ou em veículos. Também estão permitidos comícios e utilização de aparelhagem de sonorização fixa, das 8h às 24h, além de propaganda eleitoral na internet, sendo vedada a veiculação de qualquer tipo de propaganda paga. Está permitida também a distribuição de material gráfico, caminhada, carreata e passeata e a divulgação paga na imprensa escrita.

Comentários