Covid-19 Sorocaba e Região

Santa Casa volta a ter ocupação total em leitos UTI Covid

Situação não era registrada desde 11 de dezembro; UPH Leste terá mais 10 leitos UTI
Prefeitura atrasa recursos para a Santa Casa e UPH
Em 26 de dezembro, Santa Casa chegou a registrar ocupação de 60% em UTI. Crédito da foto: Vinícius Fonseca (10/7/2020)

 

A Santa Casa de Sorocaba voltou a apresentar 100% de ocupação em seus 40 leitos de UTI Covid. A situação ocorreu nesta terça-feira (5), conforme os dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde (SES). Na data, a cidade também registrou aumento no número de internações em função da pandemia, chegando ao nível de agosto de 2020. Na mesma data, metade das seis mortes registradas na cidade eram de pessoas que não possuíam fatores de risco para a Covid-19.

Conforme as informações da SES, dos hospitais contratualizados pela Prefeitura de Sorocaba para oferecer leitos Covid, a Santa Casa estava com 100% de ocupação nos leitos clínicos. Ou seja, dos 21 existentes, todos estavam com pacientes. A ocupação de UTI Covid da Santa Casa também era de 100%, o que representa 40 leitos ocupados. A situação ocorre após vários dias de queda na ocupação, que inclusive chegou a 60%, em 26 de dezembro. O último dia em a Santa Casa havia registrado taxa de ocupação 100% em UTI foi em 11 de dezembro.

Leia mais  ‘Pinóquio’ é a estreia da semana nos cinemas de Sorocaba

O hospital Santa Lucinda possui um total de 20 leitos clínicos Covid. Com taxa de ocupação de 60%, ou seja, com 12 ocupados. Dos seis leitos clínicos Covid e oito de UTI do GPACI, nenhum está ocupado.

Ainda no censo diário de leitos da Covid-19 desta terça-feira (5), o hospital estadual Adib Jatene estava com três leitos clínicos ocupados, sendo cinco pactuados. Já os 20 leitos de UTI Covid tinha taxa de ocupação de 95%. Outro hospital estadual, o Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), possui oito leitos clínicos Covid e seis deles estavam ocupados. Dos 20 leitos de UTI Covid disponibilizados neste hospital, 19 estavam ocupados. A taxa de ocupação era de 95%.

Internação

Sobre as internações de pacientes da cidade, Sorocaba tinha 159 pessoas em leitos de UTI e clínicos. É o maior número desde 3 agosto. Pelos dados, 75 pessoas estava em Unidades de Terapia Intensiva e 84 em leitos clínicos. Vale ressaltar que o recorde de pacientes internados na cidade ocorreu em 19 de julho, quando 223 ocupavam leitos na cidade devido a Covid.

Leia mais  Profissional de limpeza é a 1ª vacinada na Santa Casa de Sorocaba

Mortes

A cidade também registrou seis novas mortes pela Covid-19. Com isso, o número de óbitos aumentou para 578. Chama a atenção nos dados o fato de que metade das vítimas não tinham fatores de risco — comorbidade — para a doença. Essas vítimas tinham 39, 46 e 73 anos. As demais vítimas tinham entre 27 e 79 anos e apresentavam diabetes e obesidade. Das seis novas mortes, apenas uma do sexo feminino. Os óbitos ocorreram entre 27 de dezembro e 4 de janeiro. Metade das mortes foram registradas na rede privada de saúde, sendo uma em São Bernardo e outra em Itapevi. As demais mortes ocorreram em Sorocaba, incluindo uma, em uma unidade de urgência e emergência.

Demais dados

A cidade registrou 25.798 recuperados da Covid-19. Já os casos confirmados com a doença passaram de 26.444 para 26.761 na cidade. A taxa de letalidade no município é de 2,15%, abaixo da taxa estadual, que é de 3,2% e da nacional, que se encontra em 2,5%. Na data, Sorocaba recebeu a notificação de mais 317 casos confirmados da Covid-19, 206 recuperados e seis óbitos nesta terça-feira (5). Na datam 404 pessoas aguardam os resultados dos testes. O número de descartados por resultados negativos da doença aumentou para 72.553.

Leia mais  Um dia na História

UPH Leste

Os novos 10 leitos contratados para atender o crescimento da demanda de Covid em caso de necessidade de UTI serão na UPH Leste, que é administrado pela Irmandade Santa Casa de Misericórdia Sorocaba. O anúncio dos novos leitos foi feito na segunda-feira (4). O local foi confirmado como a UPH Leste na terça-feira (5).

Comentários