Sorocaba e Região

Romaria de Aparecidinha será neste domingo

Neste domingo (08), a partir das 5h, milhares de fiéis de Nossa Senhora Aparecida darão continuidade à tradição da Romaria de Aparecidinha, que acontece em sua 119ª edição. Há mais de um século, o segundo domingo de julho é marcado pela volta da imagem ao santuário. A festividade começa em frente à Catedral Metropolitana de Sorocaba, com uma missa celebrada pelo arcebispo Dom Julio Endi Akamine.

Após a caminhada de 16 quilômetros — que percorre as ruas São Bento e 15 de Novembro, avenida São Paulo, rua Padre Madureira, avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes e Três de Março — haverá mais uma celebração pelo bispo no santuário novo, já no bairro de Aparecidinha. Com a chegada dos romeiros, acontecerão outras duas missas, dessa vez na igreja velha: às 12h, comandada pelo padre Kojak, e às 17h, padre Ricardo Chizzolini, que assumiu como pároco do santuário há apenas uma semana. A expectativa da organização é de que cerca de 40 mil pessoas participem da caminhada. “Romeiro é assim: participa faça chuva ou faça sol”, disse o padre, que por nove anos esteve à frente da Paróquia São Luiz Gongaza, na Vila Barão. “A romaria é sempre uma ação de graças e sempre um pedido. Os fieis participam para renovar e consagrar sua vida à Nossa Senhora. E toda essa devoção mariana nos levar ao encontro com Deus”, ensina padre Ricardo, para quem participar desse momento está sendo “uma alegria imensa”. “A vida é uma romaria e esse amor de Deus nos acompanha todos os dias.”

Sem barulho 

Leia mais  Sorocaba chega ao total de 677 casos confirmados da Covid-19

Há dois anos a tradicional romaria já acontece sem o estouro dos rojões — que costumava ser realizado quando a procissão chegava à ponte Francisco Dell”Osso. Este ano não será diferente. Segundo o padre Ricardo, a queima de fogos que durava cerca de 15 minutos, por volta das 6h, no segundo domingo de julho, nunca foi organizada pela igreja, mas por devotos. E a orientação da organização é para que os fiéis não soltem os rojões. “Nós orientamos isso não só pela lei. Os fogos são caros, é uma despesa. Esse dinheiro pode ser ofertado a uma obra social.” O pároco, entretanto, salienta que a igreja não tem condições de se responsabilizar sobre isso. “Não tenho como proibir as pessoas de soltar fogos.” Este ano, entretanto, quem insistir na prática poderá até ser multado. Isso porque há um mês o Tribunal de Justiça de São Paulo derrubou a liminar que suspendia os efeitos da lei municipal 11.634, que inclui na Lei do Silêncio a proibição de soltura, em Sorocaba, de fogos de artifício com som acima de 65 decibéis em áreas públicas. A multa para quem infringir a lei é de R$ 1 mil, que dobra em caso de reincidência.

Leia mais  Empresas de transporte coletivo passam a ser remuneradas por km rodado em Sorocaba

Fiéis levam a imagem da santa de volta para Aparecidinha - ADIVAL B. PINTO / ARQUIVO JCS (12/7/2014)Fiéis levam a imagem da santa de volta para Aparecidinha – ADIVAL B. PINTO / ARQUIVO JCS (12/7/2014)

Transporte

Em relação ao transporte coletivo, haverá viagens extras partindo do bairro para o Terminal Santo Antônio, nas linhas 28 – Mineirão, às 4h20 e 5h10; 46 – Paineiras, às 5h18; 55 – Rodrigo, às 4h; 58 – Vitória Régia, às 4h; e 62 -São Bento, às 4h50 e às 5h50 e 81 Altos do Ipanema / Carandá, partindo da rua 02 no Altos do Ipanema às 4h e, posteriormente, atendendo ao Residencial Carandá. Com partida do ponto final para o Terminal São Paulo serão criadas viagens na linha 31 Cajuru, às 4h20, e na linha 30 Brigadeiro Tobias, às 4h30. A linha 38 Aparecidinha / via Éden também irá operar com tabela especial com intervalos de 70 minutos até as 16h50. Do Terminal Santo Antônio, plataforma P.05, Ponto Q, partirão carros extras para o Santuário desde as primeiras horas da manhã e de retorno do bairro para o terminal. Segundo a Prefeitura, durante o trajeto dos romeiros haverá banheiros químicos e água. A caminhada também será acompanhada por ambulâncias do Samu.

Comentários