Buscar no Cruzeiro

Buscar

RMS ganhará Trem Republicano em dezembro

15 de Novembro de 2020 às 00:01

RMS ganhará Trem Republicano em dezembro No início da semana, uma locomotiva e um vagão de passageiros foram descarregados na estação ferroviária de Itu. Crédito da foto: Divulgação

Aposta para a retomada do turismo na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) após a pandemia do coronavírus, o Trem Republicano, como é chamado o trem turístico que ligará as cidades de Salto e Itu, vai começar a operar no dia 21 de dezembro.

Na última terça-feira (10), uma locomotiva e um vagão de passageiros foram descarregados na estação ferroviária de Itu, depois de uma viagem de mais 500 km pela rodovia Régis Bittencourt (BR-116) e outras estradas paulistas, desde o Paraná.

De acordo com a Serra Verde Express, atual concessionária dos trens turísticos na ferrovia Curitiba-Paranaguá, no Paraná, que vai operar o Trem Republicano, mais uma locomotiva e dois vagões devem chegar até o fim do ano para operar no percurso de oito quilômetros levará os turistas de Itu a Salto por um ramal ferroviário que já foi restaurado.

O ponto de partida será a antiga estação ferroviária do Bairro da Liberdade, em Itu, que possui uma oficina para a manutenção dos trens e abriga a sede da Secretaria Municipal de Turismo, e a chegada será na antiga estação ferroviária de Salto. O objetivo é explorar programação de passeios nas duas cidades, que são estâncias turísticas. A faixa ferroviária que liga as estações dos dois municípios tem 7,3 quilômetros de extensão que serão percorridos entre 30 a 40 minutos.

Os vagões ganharam projeto arquitetônico assinado por Lucille Amaral. “Nos três vagões, o Trem Republicano vai transportar 132 passageiros em cada viagem e prevê ainda espaço para pets”, afirma Adonai Aires de Arruda, diretor presidente da Serra Verde Express. O valor das passagens, segundo a operadora, ainda será definido.

RMS ganhará Trem Republicano em dezembro Roteiro, que fomentará turismo na região, será operado pela Serra Verde Express. Crédito da foto: Divulgação

O contrato de concessão da Serra Verde Express prevê que a empresa remunere o Consórcio Intermunicipal do Trem Republicano -- Itu Salto (Citrem), com o valor total de R$ 2,3 milhões, o que representa cerca de R$ 155 mil por ano. A empresa ganhadora da licitação também ficará responsável por serviços de conservação, manutenção, vigilância, limpeza, fiscalização, jardinagem e controle de passageiros.

O nome do projeto, que levou 15 anos para sair do papel, faz alusão ao fato histórico de Itu ter sediado a convenção do Partido Republicano que, em 1873, foi considerada um passo decisivo para a proclamação da República no Brasil.

Incremento para o turismo regional

Além de ser um incremento para o turismo na região, o Trem Republicano deverá ser um marco para a criação de empregos e fomento ao setor de serviços. A previsão inicial é que o empreendimento gere nove empregos diretos e outros vinte empregos indiretos.

RMS ganhará Trem Republicano em dezembro Trem turístico vai fazer um trajeto entre Itu e Salto. Crédito da foto: Leandro Ferreira / Fotoarena / Estadão

Representante da associação Pró-Desenvolvimento do Turismo Regional (Protur), Maria Sofia Pacho, assinala que ainda não há estudos detalhados sobre incremento da receita e número de empregos diretos e indiretos direto que o atrativo turístico deverá gerar na região, mas destaca que o seu potencial pode ser comparado a de cidades de forte apelo turístico, como Gramado, no Rio Grande do Sul. “É um impacto na economia regional como um todo, não só para Itu e Salto. As famílias vêm pra fazer passeio, ainda que por um período curto, elas precisam se hospedar, alimentar, conhecem outros atrativos e, muitas vezes, voltam”, assinala.

Além do Trem Republicano, a Serra Verde Express também é responsável pelo passeio ferroviário entre Curitiba e Morretes, que percorre a maior porção contínua de Mata Atlântica preservada no Brasil. Segundo Arruda, mais de três milhões de passageiros foram transportados durante os 22 anos de operação nessa rota, o que rendeu à empresa premiações nacionais e internacionais, além da nomeação pelo jornal The Guardian como um dos dez passeios de trem mais espetaculares do mundo. (Felipe Shikama)