Sorocaba e Região

Revolução Constitucionalista de 1932 é comemorada no CPI-7

Os 86 anos da Revolução Constitucionalista de 1932, cuja data oficial é o feriado de segunda-feira, dia 9, foram comemorados antecipadamente na manhã desta sexta-feira (06), em ato cívico no Comando do Policiamento do Interior (CPI-7), na Vila São Caetano, em Sorocaba. A atração principal do evento foi a apresentação da Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais do Rio de Janeiro, que, entre outras músicas, encantou o público com “Aquarela do Brasil”, de Ary Barroso. A data marca as comemorações pelo ideal da Revolução, que tinha como objetivo conseguir uma nova Constituição para o Brasil, o que ocorreu dois anos depois.

Solenidade no CPI-7 teve agradecimentos e homenagens - FÁBIO ROGÉRIOSolenidade no CPI-7 teve agradecimentos e homenagens – FÁBIO ROGÉRIO

Realizado pelo Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba (IHGGS), Polícia Militar, Prefeitura de Sorocaba e Secretaria de Cultura e Turismo, o ato cívico reuniu autoridades e representantes dos poderes Executivo e Legislativo, além de diversas autoridades das Polícias Militar, Rodoviária e Ambiental, Exército e Marinha do Brasil, além do Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal (GCM), e do Grupo de Escoteiros Tobias de Aguiar.

Leia mais  Clientes ficam até 5 horas em filas de bancos em Sorocaba

Homenagens 

Presidente do IHGGS, Adilson Cezar destacou a data - FÁBIO ROGÉRIOPresidente do IHGGS, Adilson Cezar destacou a data – FÁBIO ROGÉRIO

O professor e historiador de Sorocaba, Adilson Cezar, abriu o evento com um discurso que relembrou a relevância da Revolução Constitucionalista de 1932, ao destacar os fatos históricos da data. Em seguida, o prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM), falou da importância da cidadania e dos valores para o bem comum da sociedade sorocabana, e pediu ao público de civis presentes uma salva de palma especial aos militares. A Revolução Constitucionalista foi um movimento armado que ocorreu no Estado de São Paulo e que tinha por objetivo a derrubada do governo provisório de Getúlio Vargas e a proclamação de uma nova Constituição para o Brasil.

O comandante do Comando de Policiamento do Interior (CPI-7) e Coronel da Polícia Militar, Antonio Valdir Gonçalves Filho, agradeceu a todas as autoridades presentes e em especial o prefeito por ter autorizado a comemoração antecipada da data, por conta da vinda da Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais do Rio de Janeiro. Antes da apresentação da banda, que encerrou o ato cívico, os integrantes do Grupo de Escoteiros Tobias Aguiar, prestou uma homenagem ao busto de um soldado constitucionalista colocando uma coroa de flores em frente à estátua.

Leia mais  Motorista fica preso às ferragens após bater em poste em Sorocaba

Busto do soldado constitucionalista recebeu flores - FÁBIO ROGÉRIOBusto do soldado constitucionalista recebeu flores – FÁBIO ROGÉRIO

Além de interpretar algumas canções brasileiras, a Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais do Rio de Janeiro prestou homenagens à Polícia Militar e ao IHGGS ao formar as iniciais das entidades por meio dos músicos, que somam no total 130 membros. Com 210 anos de existência, também recebeu placas comemorativas e medalhas da Polícia Militar pela participação no evento, visto que é uma das maiores bandas marciais do mundo.

Comentários