Sorocaba e Região

Reunião avalia possível antecipação de feriados em Sorocaba

Se aprovada, medida pode valer já na semana que vem, segundo prefeito Rodrigo Manga
Manga vê antecipação de feriados como alternativa para reduzir o fluxo de pessoas em Sorocaba. Crédito da foto: Fábio Rogério.

Uma reunião realizada na manhã desta sexta-feira (26) vai avaliar a possibilidade de se antecipar feriados em Sorocaba. A medida teria o objetivo de tentar conter o aumento de casos de Covid-19 na cidade, repetindo a decisão adotada pela prefeitura da capital paulista.

O encontro será realizado às 9h30 com representantes de administradores de hospitais, Associação Comercial (ACSO), Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e as secretarias municipais de Transporte, Mobilidade, Planejamento e Cidadania. Se decidido, a mudança poderia começar a valer já na semana que vem, segundo estimou o prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) em entrevista à rádio Jovem Pan Sorocaba.

Manga afirmou que a antecipação dos feriados pode ser uma alternativa para evitar maiores restrições ao funcionamento de serviços. “Sou extremamente contrário ao lockdown, tem que ser a última opção porque é uma medida muito extrema. Eu vejo a antecipação de feriados como uma saída para diminuir o fluxo na cidade sem sacrificar o comércio, que vai poder compensar esses dias nas outras datas. Tudo será decidido nesta reunião”, afirma.

Leia mais  Um ano lutando para não fechar as portas

Ao jornal Cruzeiro do Sul, a Prefeitura de Sorocaba informou que vai aguardar o encerramento da reunião para divulgar detalhes sobre o encontro. “A ideia é ter uma discussão ampla, chegando a um consenso entre saúde, comércio e indústria”, disse Manga.

Capital tem megaferiado

Em São Paulo, teve início nesta sexta-feira (26) a antecipação de cinco feriados municipais na capital paulista para conter o agravamento da pandemia de Covid-19. Na Região do Grande ABC, a paralisação das atividades começa segunda-feira (29). A maior parte dos serviços já se encontra afetada por causa da Fase Emergencial do Plano São Paulo, que terá novas modificações por causa do megaferiado.

Os recessos remarcados se estendem ao longo da próxima semana na capital paulista, nos dias 29, 30, 31 de março e 1° de abril, juntando-se à Sexta-feira Santa, em 2 de abril, que é feriado nacional.

A recomendação da prefeitura é que a população fique em casa, em isolamento social. “A ação tem o objetivo de diminuir a contaminação pelo novo coronavírus e assim evitar colapsos nas redes de saúde e funerárias da capital”, justifica em nota o governo municipal. (Com informações da Agência Brasil)

Comentários