Sorocaba e Região

Remédio em falta compromete saúde de paciente

O medicamento Clobazan está faltando na farmácia do Hospital Regional
Remédio em falta compromete saúde de paciente
Não há certeza sobre quando o medicamento estará disponível. Crédito da foto: Reprodução Internet

O medicamento Clobazan de 20 miligramas, destinado a pacientes e tratamento neurológico e de esquizofrenia, está em falta na farmácia de alto custo do Hospital Regional de Sorocaba desde setembro de 2018. A reclamação partiu do aposentado José Rodrigues, de 74 anos, morador da Vila Jardini, que retira o medicamento para o tratamento de sua filha, Jucimara dos Santos Rodrigues, de 41 anos, que faz acompanhamento médico neurológico e de esquizofrenia.

Rodrigues disse que desde dezembro reclamou três vezes na Ouvidoria da Direção Regional de Saúde (DRS), localizada na avenida Comendador Pereira Inácio, mas sem resultado: “Eles falam que o remédio está em processo de compra mas não me dão uma resposta se vão continuar fornecendo, se vão cortar, ninguém me da uma resposta, nem sim nem não.” A filha toma outros três medicamentos, que são retirados na Policlínica de Sorocaba e estes estão com fornecimento normalizado.

Leia mais  Urbes ainda não tem substituta para empresa de ônibus em Sorocaba

A receita do Clobazan de 20 miligramas para Jucimara corresponde a três caixas do medicamento por mês. Nas farmácias convencionais, as três caixas custam R$ 65,00. Rodrigues disse que, embora o custo não seja alto comparado a outros remédios, esse valor compromete o seu orçamento porque tem que arcar com muitas outras despesas. Ele mora com a filha única e os dois juntos tem renda mensal de R$ 2.500,00, o que corresponde à sua aposentadoria somada a uma pensão por morte da mãe de Jucimara.

“A gente tem que estar correndo atrás, onde o remédio é fornecido gratuitamente”, disse Rodrigues. Enquanto o fornecimento não é normalizado, ele tem comprado o medicamento porque a falta dele provoca piora nas condições de saúde da filha. Disse que às vezes consegue comprar duas caixas, no mês seguinte repõe a que deixou de comprar no mês anterior e assim aguarda uma solução para voltar a retirar o remédio na farmácia do Hospital Regional.

Secretaria da Saúde

Segundo nota da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, a Coordenadoria de Assistência Farmacêutica informa que os familiares da paciente Jucimara dos Santos Rodrigues serão informados tão logo ocorra a entrega do medicamento Clobazam 20mg, que já foi adquirido. “O fornecedor sinalizou entrega para este mês e está sendo cobrada celeridade para que a paciente seja atendida o quanto antes”, acrescenta a nota. (Carlos Araújo)

Comentários