Informação Livre Sorocaba e Região

Reclassificação do Plano São Paulo

Anteriormente prevista para acontecer daqui a três semanas, em 5 de fevereiro, a classificação atual foi anunciada no último dia 8
Crédito da foto: Vinícius Fonseca (8/5/2020)

O governo do Estado de São Paulo anuncia hoje a reclassificação extraordinária do Plano São Paulo, sobre as regras de quarentena para o Estado.

Anteriormente prevista para acontecer daqui a três semanas, em 5 de fevereiro, a classificação atual foi anunciada no último dia 8, em meio à piora dos indicadores epidemiológicos do avanço da Covid-19 no Estado e que regrediu a região de Sorocaba para a fase laranja.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, o Estado vive avanço da doença semelhante ao registrado em agosto do último ano, durante pico de contágio e infecções.

13º salário

O governador João Doria (PSDB) anunciou ontem a retomada, por parte do Estado de São Paulo, dos pagamentos antecipados do 13º salário (na data de aniversário) e 1/3 das férias a todos os servidores públicos paulistas. A medida, segundo o Executivo estadual, foi possível devido ao ajuste fiscal promovido pelo governo e revoga o Decreto 64.937 de abril de 2020, que suspendia os gastos dessa natureza devido à crise econômica e o impacto na arrecadação causados pela pandemia de Covid-19. Os aniversariantes de janeiro já receberam no último dia 8 (quinto dia útil do mês), o pagamento antecipado do 13º salário.

Errou!

O WhatsApp correto para informações sobre inscrições em creche é o 3228-9516. A Secretaria de Saúde de Sorocaba passou à reportagem do Cruzeiro do Sul, na quarta-feira (13), um número incorreto referente ao último dígito, que foi publicado na edição impressa de ontem. Além do WhatsApp, os pais podem receber mais informações no telefone fixo (15) 3228-9513 ou e-mail creche@sorocaba.sp.gov.br. O atendimento presencial é feito até as 17h de hoje na Casa do Cidadão do Paço Municipal.

Leia mais  Engenheira ambiental enfrenta o desafio de abrir a própria consultoria

Língua portuguesa

O vereador Vinícius Aith (PRTB) protocolou um projeto de lei que proíbe que instituições de ensino e bancas examinadoras de seleções e concursos públicos municipais utilizem em currículos escolares e editais novas formas de flexão de gênero e de número das palavras da língua portuguesa.

Para Aith, essas situações ocorrem em contrariedade às regras gramaticais consolidadas — que preveem apenas as flexões de gênero masculino e feminino.

A proposta prevê ainda que, nos ambientes formais de ensino e educação, seja vedado o emprego de linguagem que, corrompendo as regras gramaticais, pretendam se referir a “gênero neutro”, inexistente na língua portuguesa, e não contemplado nas diretrizes e bases da educação nacional.

Conforme o vereador, o objetivo é proteger a integridade e a dignidade da língua portuguesa e assegurar o fiel cumprimento das diretrizes e bases da educação nacional.

Comentários