Sorocaba e Região

Quadrilha usava chácara alugada em Araçoiaba como base para o tráfico

Quatro pessoas foram presas e um menor apreendido após investigação. Um homem está foragido
Drogas seriam vendidas em ponto no Jardim Tatiana, em Votorantim. Crédito da Foto: Divulgação

A Polícia Civil desmontou na quarta-feira (5) uma quadrilha que alugava uma chácara no Condomínio Monte Bianco, em Araçoiaba da Serra, para sediar uma linha de produção de drogas que eram vendidas em pontos de tráfico no Jardim Tatiana, em Votorantim. Dois homens e duas mulheres foram presos por tráfico de drogas e associação criminosa.

Leia mais  Corpo de rapaz desaparecido em Brigadeiro Tobias é encontrado em Araçoiaba

 

Um adolescente de 17 anos foi apreendido e depois liberado, e um homem está foragido.

A investigação foi conduzida pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG). De acordo com o boletim de ocorrência, registrado pelo delegado Felipe Orosco, a locação de chácaras para armazenamento e processamento de drogas é uma conduta comum e atual do tráfico, com o objetivo de dificultar o trabalho de investigação policial. Nesses locais, as drogas são recebidas, preparadas e embaladas para então serem repassadas aos vendedores de drogas.

Durante um mês, a Polícia mapeou as operações da quadrilha a partir do chefe, que veio de São Paulo para coordenar o tráfico de drogas no Jardim Tatiana, e seguiu o seu veículo, um Fiat Uno branco, para chegar ao ponto de drogas, onde o menor foi apreendido, e também ao endereço utilizado como base. Três pessoas foram presas na chácara, e o líder do bando foi capturado em sua casa.

Apreensões

Com o menor, que já cumpriu internação por nove meses na Fundação Casa, os policiais apreenderam 51 porções de maconha, 100 pinos de cocaína, 189 pinos com crack e R$ 251 em dinheiro. Na casa de um dos indiciados havia uma porção e sete tabletes de maconha, além de 17 comprimidos aparentando ser ecstasy.

Na chácara, foram encontrados quase 15kg de maconha e dois sacos com cocaína, além de diversos pinos vazios. (Da Redação)

Comentários