Eleições 2020 Sorocaba e Região

Problema no TSE causa demora da apuração dos votos em todo o Brasil

Em Sorocaba, a última parcial da apuração foi divulgada pelo TSE às 17h41, com 2,59% das seções totalizadas
Gravação das mídias e impressão dos extratos das urnas na escola Arthur Cyrillo Freire, em Sorocaba. Crédito da Foto: Fábio Rogério

Após apresentar falhas nos aplicativos para a justificativa eleitoral, o sistema oficial de apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) (em resultados.tse.jus.br) tem problemas neste momento. A falha começou pouco mais de uma hora após a totalização de votos na maior parte dos municípios do País.

Leia mais  Rodrigo Manga e Jaqueline Coutinho disputarão o 2º turno das eleições em Sorocaba

Em Sorocaba, a última parcial da apuração foi divulgada pelo TSE às 17h41, com 2,59% das seções totalizadas, e os seguintes números: Rodrigo Manga (Republicanos) – 38,21%; Jaqueline Coutinho (PSL) – 18,15%; Raul Marcelo (Psol) – 15,75%; Maria Lucia (PSDB) – 15,21%; Leandro Fonseca (DEM) – 4,42%; Flaviano Lima (Avante) – 4,10%; Renan (PDT) – 3,56% e Carlos Péper (Solidariedade) – 0,60%.

Com pouco mais de 10 mil votos já apurados na cidade de Sorocaba, 1.037 são nulos e 809 são brancos. Em Votorantim, ainda não houve nenhuma totalização dos resultados, bem como na maioria das demais cidades da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS).

Os resultados podem ser acompanhados em tempo real por meio de aplicativo disponibilizado pelo TSE (https://resultados.tse.jus.br/oficial/#/eleicao;e=e426;uf=sp;mu=71455/resultados). Ou acesse www.jornalcruzeiro.com.br e veja os números do TSE na home page do nosso portal.

Tribunais explicam

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) afirmou, à Agência Estado, que a demora na atualização dos resultados já era esperada. Até às 18h40, somente 0,39% das seções da capital paulista estava com os votos apurados. Muitas cidades do interior estão com a totalização zerada.

Conforme o TRE-SP, a espera se explica pela necessidade de os votos serem centralizados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, onde há uma grande sobrecarga de dados vindos dos mais de 5 mil municípios brasileiros.

Já o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) afirmou, em nota, que “em razão de uma lentidão no processo de totalização dos votos (soma dos votos), está ocorrendo um atraso para a divulgação dos resultados da apuração”. Conforme o TSE, os dados “estão sendo remetidos normalmente pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e recepcionados normalmente pelo banco de totalização, que está somando o conteúdo de forma mais lenta que o previsto”.

O Tribunal afirma que “o problema está sendo resolvido pelos técnicos, para a retomada mais célere do processo de divulgação” e ressalta que “não há nenhuma relação com o vazamento de dados pessoais de servidores e nenhuma relação com a tentativa de ataque cibernético registrada pela manhã.” (Da Redação, com informações de Estadão Conteúdo)

Comentários