Sorocaba e Região

Prefeitura de Sorocaba vai renovar contrato com a STU

Não houve definição de empresa de ônibus substituta e licitação deve ocorrer até o fim do ano
Prefeitura vai renovar contrato com a STU
Informação anterior da Urbes era de que contrato emergencial com a empresa de ônibus não poderia ser renovado. Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (24/4/2020)

A Prefeitura de Sorocaba vai renovar o contrato emergencial com a Sorocaba Transporte Urbano (STU) que terminaria no próximo dia 3. Com isso, a empresa responsável por 60 linhas com predominância nas regiões oeste, sul e leste da cidade vai continuar operando o lote 2 do sistema de transporte municipal até o final do ano.

Transporte público coletivo municipal de Sorocaba
Área interna do Terminal Santo Antonio, em Sorocaba, o maior e mais movimentado da cidade. Crédito da foto: Emídio Marques (14/6/2019)

A informação foi confirmada quinta-feira (23) pela Urbes Trânsito e Transportes, empresa pública que gerencia o transporte coletivo na cidade, e pela Secretaria de Mobilidade e Desenvolvimento Estratégico (Semob).

No início deste mês, por meio de nota, a Urbes alegava que ainda não havia definição da empresa substituta da STU no lote 2 da concessão, já que, segundo ela, o contrato emergencial não poderia ser renovado. Na quinta-feira (23), ao ser questionada pelo Cruzeiro do Sul, a empresa pública admitiu que “foi feito chamamento para contrato emergencial e a empresa STU deverá continuar operando até o final do ano”.

Sob a alegação de falta de tempo para responder, ontem, a Urbes não informou o valor do novo contrato nem a data em que foi assinado. A STU foi procurada pela reportagem, que deixou recado e número de contato, mas não obteve retorno até o fechamento desta edição.

Na nota conjunta, Urbes e Semob informam que um novo processo licitatório para a escolha da empresa “deverá ser realizado antes do final do ano”.

A partir de agosto, por determinação da Urbes, tanto a STU quanto a Consor (outra empresa que opera o transporte urbano em Sorocaba e responsável pelo lote 1) terão redução de 50% para 25% da frota. Segundo a empresa pública, a medida se faz necessária em função da baixa demanda de passageiros por causa da pandemia de Covid-19. A Semob acrescenta que “todos os contratos da Prefeitura de Sorocaba foram reduzidos e isso também inclui os contratos de concessão das operadoras do transporte coletivo”.

Leia mais  Com repasse suspenso, diretora vende carro para reabrir escola especial em Sorocaba

 

A Urbes tenta licitar outra empresa para operar o lote 2 do transporte coletivo de Sorocaba desde janeiro do ano passado, quando venceu o contrato iniciado em 2002. A partir dessa data, a STU opera por intermédio de prorrogação contratual. A última licitação foi aberta em 6 de fevereiro deste ano, mas terminou deserto, isto é, sem interessados.

Sem protesto

Prefeitura vai renovar contrato com a STU
Valor e data do novo contrato não foram divulgados ontem. Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (25/4/2020)

O Sindicato do Rodoviários de Sorocaba e Região suspendeu o protesto que havia programado para quinta-feira (23) em Sorocaba. A decisão foi tomada após as empresas que operam o transporte urbano da cidade, Consor e STU, terem efetuado, no início da tarde, o pagamento do adiantamento salarial atrasado.

No dia anterior, a entidade sindical divulgou nota na qual afirmava que, caso o depósito do “vale” não fosse realizado até as 16h, um protesto, com a possível paralisação da circulação dos ônibus, seria deflagrado.

O pagamento do “vale”, que era para ter sido realizado no dia 21 deste mês, conforme o acordo coletivo de trabalho da categoria, foi efetuado, portanto, na tarde de ontem. A confirmação é do próprio sindicato.

Por meio de nota, a entidade sindical diz que permanece pendente um problema relacionado ao pagamento da diferença salarial dos meses da pandemia, resultante da adesão das empresas à Medida Provisória 936, do governo federal, que dispõe sobre redução proporcional de e salário.

Uma audiência de conciliação foi realizada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 15ª Região, por videoconferência, na última terça-feira, dia 21, mas terminou sem acordo. A reunião teve a participação do sindicato, das empresas concessionárias, da Prefeitura de Sorocaba e da Urbes Trânsito e Transportes. Um novo encontro virtual entre as partes ficou agendada para 27 de julho, às 15h, na Urbes. (Felipe Shikama)

Comentários