Sorocaba e Região

Prefeitura tira dúvida sobre ‘Casa Nova’ no formato on-line, neste domingo (7)

Pessoas já cadastradas são a maior demanda dos questionamentos. Elas buscam a atualização de dados
Prefeitura tira dúvida sobre ‘Casa Nova’ no formato on-line, hoje
Tira dúvidas on-line evita o deslocamento de pessoas e agiliza o atendimento. Crédito da foto: Secom Sorocaba

Servidores da Secretaria da Habitação e Regularização Fundiária (Sehab) estão de plantão hoje (7) para tirar as dúvidas da população a respeito do programa Casa Nova Sorocaba de forma on-line. Desde o lançamento do cadastro, ocorrido na última quarta-feira (dia 3), inúmeras pessoas enviaram e-mails para a Sehab, inclusive por não se lembrarem das senhas do cadastro feito em anos anteriores.

“Estamos atuando em duas linhas no Casa Nova: a preparação do cadastro e resolução das regras para atender realmente quem precisa e nunca possuiu um imóvel e também as tratativas legais para o Termo de Referência que embasará as licitações voltadas às construtoras”, explica o secretário da Sehab, Tiago da Guia.

A Secretaria da Habitação e Regularização Fundiária se reuniu com três construtoras interessadas em participar do programa. “Já temos outras oito reuniões agendadas”, afirma Tiago da Guia.

Leia mais  Encontro na internet marca Dia Mundial das Doenças Raras

O programa municipal visa à construção de casas e apartamentos por meio de parceria público-privada (PPP). O público-alvo são os moradores que, há anos, têm onerada parte significativa da sua renda com o aluguel e que, agora, terão a possibilidade de arcar com o financiamento do imóvel, por um valor bem abaixo do mercado. Na contrapartida da Prefeitura de Sorocaba vai ceder o terreno com toda infraestrutura para as construtoras executarem as obras.

O programa possibilitará a construção de unidades habitacionais de interesse social mescladas com unidades do mercado imobiliário. Parte dessas casas e apartamentos será destinada gratuitamente às famílias em situação de extrema vulnerabilidade social cadastradas na Secretaria da Habitação e Regularização Fundiária, que não têm renda nenhuma ou que moram em áreas de risco. Outra parte desses imóveis será voltada àquelas pessoas que pagam aluguel e poderão adquirir o seu imóvel próprio, pagando um valor da parcela bem menor que o aluguel, financiando sua casa ou apartamento pelo valor total de R$ 30 mil, R$ 60 mil ou R$ 100 mil, conforme a renda. O restante será vendido pelas construtoras no mercado.

Leia mais  Deputado pede desculpas no Conselho de Ética

Como se cadastrar

O cadastro on-line do Programa Casa Nova Sorocaba deve ser feito pelo site http://habitacao.sorocaba.sp.gov.br/casa-nova/. Existe um banner de acesso na home do site da Prefeitura www.sorocaba.sp.gov.br . Além disso, até o dia 20 de fevereiro, a Sehab também abrirá o cadastro à população de forma presencial nas Casas do Cidadão. Podem se cadastrar pessoas que residem há cinco anos ou mais na cidade de Sorocaba, com renda bruta familiar de até seis salários mínimos (R$ 7 mil, aproximadamente).

Para facilitar a realização do cadastro habitacional, os interessados deverão estar com os documentos de todos os integrantes da família em mãos: RG, CPF, comprovante de estado civil, comprovante de renda (holerite, beneficiário previdenciário, declaração de renda do empregador, entre outros) e comprovante de residência atualizado e com endereço de Sorocaba em nome do responsável familiar ou do(a) seu(sua) esposo(a)/companheiro(a).

Leia mais  Ceeja tem inscrições abertas para adultos e jovens

O cadastramento poderá ser feito até o dia 31 de julho deste ano e as famílias serão priorizadas pela faixa de renda bruta familiar, ou seja, começando pelas famílias que mais necessitam. A Sehab vai utilizar também o cadastro em programa habitacional realizado nos dois anos anteriores, portando não será necessário um novo cadastramento.

Outras informações podem ser obtidas de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, pelo telefone (15) 3212-7287 ou pelo e-mail casanovasorocaba@sorocaba.sp.gov.br . (Da Redação, com informações da Secom Sorocaba)

Comentários