fbpx
Sorocaba e Região

Prefeitura promete viaduto na Raposo Tavares em 15 dias

A construção tem 125 metros de comprimento por 12 metros de largura
Prefeitura promete viaduto em 15 dias
Equipes trabalham na cabeceira do viaduto da Raposo. Crédito da foto: Erick Pinheiro

O viaduto instalado no quilômetro 101 da rodovia Raposo Tavares, ligando as ruas João Wagner Wey e Augusto Lippel, deve ser inaugurado no dia 30 deste mês, segundo informou nesta terça-feira (15) a Prefeitura de Sorocaba.

A construção tem 125 metros de comprimento por 12 metros de largura e é, segundo a Secretaria de Mobilidade e Acessibilidade (Semob), a alternativa mais próxima e rápida para parte dos veículos que hoje transitam pelas avenidas Antônio Carlos Comitre e Armando Pannunzio.

Leia mais  Começam obras do viaduto da rua João Wagner Wey

 

A 15 dias da entrega das obras, as equipes fazem o trabalho de terraplanagem e a pavimentação dos acessos às duas extremidades do viaduto, elevando o nível dos pontos de encontro nas duas ruas, entre o Jardim São Carlos e o Campolim.

A Prefeitura foi questionada se a rua Augusto Lippel receberá asfaltamento em toda a sua extensão, mas não houve resposta.

A conclusão da obra já foi adiada por três vezes e o atraso foi atribuído ao mau tempo e ao volume de chuvas. Inicialmente, a previsão de entrega do viaduto era para o final de fevereiro deste ano, sendo adiada para o final de março, depois para abril e agora, segundo a Prefeitura, para 30 de maio.

O titular da Semob e presidente da Urbes – Trânsito e Transportes, Luiz Alberto Fioravante, afirma que a atual administração municipal aumentou os investimentos pagos por empresas privadas, por meio de contrapartidas.

“Essa obra era aguardada há anos. Fomos atuantes e o viaduto agora é realidade”, disse Fioravante. A obra, orçada em cerca de R$ 10 milhões, foi custeada pela MRV Engenharia, como contrapartida à implantação de um empreendimento imobiliário da empresa que ocasionou adensamento naquela região.

Nome escolhido

O novo viaduto receberá o nome de Zuleika Sucupira Kenworth, primeira promotora de Justiça da América Latina, que viveu em Sorocaba. Formada em Direito pela Universidade de São Paulo e com carreira pública brilhante, Zuleika faleceu em dezembro de 2017, aos 105 anos. (Da Redação)

Comentários