Buscar no Cruzeiro

Buscar

Acervo

Prefeitura desiste de parar indústrias não essenciais em Sorocaba

02 de Abril de 2021

Prefeitura desiste de parar indústrias não essenciais em Sorocaba Ao menos por enquanto, industrias continuam funcionando. Crédito da foto: Arquivo jornal Cruzeiro do Sul (29/8/2014)

A Prefeitura de Sorocaba desistiu, ao menos por enquanto, do fechamento parcial e temporário das indústrias de itens não essenciais da cidade, como forma de diminuição da circulação de pessoas e disseminação da nova cepa do coronavírus. A informação foi confirmada na tarde desta quinta-feira (1º) pela Secretaria de Comunicação e Eventos (Secom).

A medida, neste momento descartada, chegou a ser anunciada na quarta-feira (31), durante coletiva de imprensa na Prefeitura de Sorocaba, para informar ações de enfrentamento da nova variante do coronavírus identificada na cidade, que é semelhante à cepa da África do Sul.

De acordo com a Secom, em princípio nada muda com relação aos decretos já editadas pelo Executivo e que promoveram a antecipação de feriados na cidade até a terça-feira (6). A medida em vigor traz uma série de restrições que afetam o comércio e o setor de serviços -- por exemplo, as agências bancárias.

Para tratar da questão, segundo o prefeito Rodrigo Manga (Republicanos), uma reunião foi realizada na data. Participaram membros do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e de secretarias municipais, incluindo a de Trabalho e Renda. A definição sobre quais setores deverão ter as atividades paralisadas deveria ser anunciada até esta quinta-feira (1º), o que não ocorreu.

Nova variante

O fechamento parcial das indústrias foi cogitado após a identificação da uma variante do coronavírus parecida com a cepa da África do Sul. Os primeiros dados foram revelados pelo Governo do Estado de São Paulo. “Não é uma variante nova, mas ela é nova no Brasil”, afirmou o diretor do Centro de Contingência do Coronavírus, Paulo Menezes.

Dimas Tadeu Covas, diretor do Instituto Butantan, afirmou que na terça-feira (30) foi concluída a análise laboratorial de material genético colhido pelo instituto e universidades que estão realizando as pesquisas em torno do tema. “É uma variante assemelhada à da África do Sul, embora não haja histórico de viagem e de contato com viajante da África do Sul”, afirmou.

A vítima é uma mulher de 34 anos que mora no bairro Parque das Paineiras, na zona norte de Sorocaba. Ela se recupera bem. Duas pessoas da mesma residência também restaram positivo para o novo coronavírus. É a sexta variante do coronavírus identificada em Sorocaba. (Da Redação, com informações da Secom de Sorocaba)