Sorocaba e Região

Prefeitura de Votorantim amplia expediente

Serviços considerados essenciais como saúde, coleta de lixo, limpeza pública e segurança não sofrerão mudanças com o decreto
Votorantinenses do CadÚnico recebem cestas básicas
Atendimento será das 9h às 16h a partir de segunda, com servidores divididos em dois turnos. Crédito da foto: Fábio Rogério (5/8/2020)

A prefeita de Votorantim, Fabíola Alves assinou decreto ontem (8) ampliando o horário de atendimento ao público na prefeitura. A partir de segunda-feira (11), os munícipes poderão ser atendidos das 9h às 16h no Paço Municipal. Os servidores trabalharão divididos em dois turnos: parte deles das 8h às 13h e outra, das 12h às 17h, cabendo às chefias a elaboração das escalas e a distribuição dos serviços.

No decreto, a prefeita ressalta que com a permanência da situação de pandemia causada pela Covid-19 é necessário adotar medidas que conciliem o atendimento à população, prestação de serviços públicos de maneira eficiente e para impedir a disseminação do vírus.

Os serviços que funcionam em regime de plantão, os considerados essenciais como saúde, vigilância patrimonial, cemitério público, coleta de lixo, limpeza pública e segurança não sofrerão mudanças com o decreto. As escolas poderão se adequar ao funcionamento de acordo com a disponibilidade de funcionários supervisionadas pela Secretaria Municipal de Educação. O decreto determina, também, que cada Secretaria crie mecanismos que priorizem os atendimentos telefônico e digital em relação ao presencial.

Leia mais  Em 24 horas, Sorocaba registra mais 70 recuperados da Covid-19

Todas as recomendações e entendimentos formulados pelo Comitê Municipal de Gestão e Enfrentamento da Pandemia pelo Novo Coronavírus (Covid-19) estão sendo seguidos pela prefeitura.

De acordo com a prefeita, atualmente os atendimentos ao público e o expediente interno estão agregados em um único horário (das 13h às 17h), fazendo com que os servidores trabalhem todos ao mesmo tempo, ainda que em horário reduzido, além de evitar que a população que necessita dos serviços públicos se aglomere no horário de início dos atendimentos. “O poder público deve zelar e adotar medidas sanitárias que protejam os funcionários municipais e, também, a população que utiliza os serviços públicos”, afirma a prefeita Fabíola. (Da Redação, com informações da Secom Votorantim)

Comentários