Sorocaba e Região

Prefeitura de Sorocaba suspende contrato de R$ 9 milhões para apostilas do Sesi

A partir de 2020, as escolas municipais não utilizarão mais o sistema didático fornecido pela instituição
Sedu suspende contrato de R$ 9 mi com o Sesi
Contrato com o Sesi para fornecimento de material didático foi assinado ano passado, em meio a polêmicas. Crédito da foto: Divulgação / SESI / SP

 

As escolas da municipais de Sorocaba não contarão com o Sistema Didático de Ensino Sesi a partir do ano que vem. A decisão de romper com a instituição foi confirmada nesta quinta-feira (26) pela Prefeitura de Sorocaba. O sistema foi utilizado pela rede neste ano, fruto de um contrato assinado em dezembro do ano passado ao custo de R$ 9 milhões.

Conforme a Secretaria da Educação (Sedu), o contrato com o Sesi termina em 20 de dezembro deste ano e poderia ser prorrogado ou não. “O contrato será cumprido em sua íntegra, portanto sem ocorrência de multas contratuais”, garante a pasta ao confirmar a não renovação.

Ainda conforme a Sedu, com o rompimento do contrato, o montante que seria usado para pagar o sistema, poderá ser revertido na construção, ampliação e reforma das unidades escolares em 2020.

Leia mais  Jaqueline Coutinho avalia material escolar estocado em Sorocaba

 

“O ensino não será afetado, pois os alunos receberão material da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), de acordo com a escolha das próprias unidades escolares, e também a equipe gestora pedagógica da Sedu orientará as escolas sobre o novo planejamento”, afirma. A Sedu ainda lembrou que segue o Currículo Estadual de Ensino, que está de acordo com o Currículo Nacional (BNCC).

A Prefeitura de Sorocaba informou que os contratos da Educação estão sendo revistos de forma que a qualidade dos serviços oferecidos à população não seja afetada.

Histórico

Quando assinado no ano passado, em meio a muitas críticas, a Sedu afirmou que ao adotar o sistema, se concederia alinhamento pedagógico que alcançaria todas as regiões de Sorocaba, “estabelecendo sequências didáticas de qualidade e fortalecendo o sistema de ensino-aprendizagem a 57 mil estudantes da rede municipal”.

Adquirido pelo então prefeito José Crespo e por André Gomes, então secretário de Educação, o contrato foi tratado como algo histórico para a cidade. “Além dos livros, o Sistema Didático de Ensino do Sesi vem com formação continuada, presencial, para todos os diretores, vice-diretores, orientadores pedagógicos e professores, estabelecimento de um processo de monitoramento, acompanhamento e avaliação do processo do ensino-aprendizagem e canal on-line para esclarecer dúvidas dos docentes em tempo real”, afirmou o Executivo à época. (Marcel Scinocca)

Comentários