Sorocaba e Região

Prefeita de Itapetininga afirma que cidade não terá novo complexo penitenciário

A informação foi revelada por Simone Marquetto após reunião com vice governador
A Prefeita Simone Marquetto (MDB) em live realizada nesta quinta-feira. Crédito da foto: Reprodução/Facebook.

Atualizada às 17h48

Após o anuncio do governo do Estado de São Paulo de que Itapetininga receberia um novo complexo penitenciário, a Prefeita do município, Simone Marquetto (MDB), enviou uma nota de repúdio pedindo o cancelamento do projeto. O pedido foi acatado pelo vice-governador e secretário de governo, Rodrigo Garcia (DEM), de acordo com a transmissão ao vivo feita pelas redes sociais da chefe do executivo, na tarde de quinta-feira (18).

Conforme Simone, o vice governador Rodrigo Garcia disse, em reunião na manhã de ontem (18), que já entrou em contato com o secretário de administração penitenciária, o Coronel Nivaldo. “Ele [Rodrigo Garcia] já se posicionou para me esclarecer que havia essa intenção de trazer esse complexo”, e a prefeita continuou “A partir deste momento ele diz que não há um fundamento para trazer a penitenciária para Itapetininga. Então o vice governador está cancelando esse projeto”.

Leia mais  Encontro na internet marca Dia Mundial das Doenças Raras

O motivo do repúdio, ainda segundo ela, seria a falta de estrutura para receber mais uma penitenciária. “Não temos capacidade para receber esse complexo, primeiro por estrutura de segurança pública. Não tem condições”, a prefeita concluiu. Atualmente, o município conta com duas penitenciárias e um centro de ressocialização.

Durante a live, a chefe do executivo também afirmou que reverteu a decisão com ajuda do Deputado Federal e líder do seu partido, Baleia Rossi (MDB). Além disso, informou que a decisão deverá ser oficializada hoje (19) pelo secretário de administração penitenciária

Ainda nesta quinta-feira (18), o governo do Estado divulgou um nota confirmando as informações. “Em reunião com a prefeita de Itapetininga, o Vice-Governador e Secretário de Governo, Rodrigo Garcia, reafirmou a decisão da gestão João Doria de não implantação de unidade prisional no município”, afirmou em nota. O informe também acrescentou que um projeto não é implementado sem diálogo com as prefeituras e a sociedade.

O jornal Cruzeiro do Sul ainda questionou sobre a realocação do novo complexo penitenciário, mas não obteve resposta do governo estadual. (Kally Momesso)

Comentários