Sorocaba e Região

População se solidariza e faz doações para a Santa Casa de Sorocaba

A ação se iniciou após o pedido do hospital por doações por causa da alta no preço dos insumos hospitalares
A irmandade recebe doações de fraldas, leite e máscaras, por conta do aumento no preço dos insumos hospitalares. Crédito da foto: Divulgação/Santa Casa

A Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba está recebendo diversas doações de munícipes, segundo informou a irmandade nesta segunda-feira (15). A participação popular se iniciou após o pedido do hospital por doações de produtos, por causa do aumento no preço dos insumos hospitalares, noticiado pelo jornal Cruzeiro do Sul no último sábado (13).

De acordo com a administração, as pessoas tiveram boa adesão à campanha e entraram em contato para ajudar. “Já tivemos doações de fralda, leite e máscaras. O povo sorocabano está se mostrando muito solidário”, relatou a Santa Casa.

A irmandade já havia explicado que não falta nada nos estoques do hospital. Entretanto, as doações servirão para que a administração possa direcionar mais recursos aos insumos hospitalares, que tiveram alta nos valores desde o início da pandemia.

Os medicamentos Propofol e Midazolam, por exemplo, tiveram aumento de 261,11% e 478,78%, respectivamente, de janeiro de 2020 a janeiro de 2021. O Brometo de Rocurônio também aumentou, com alta de 72,41% de julho de 2020 a março de 2021.

As luvas também estão mais caras. De fevereiro do ano passado para os dois primeiros meses deste ano, o valor desses itens passou de R$ 13,59 para R$ 79, no caso de tamanho M, e R$ 77,90 para tamanho P.

Leia mais  Shopping Cidade Sorocaba realiza ação de frete grátis até sábado

A Santa Casa ainda informou que alguns produtos com preço inflacionado estão sendo substituídos por outros. Esse é o caso do Omeprazol, que registrou elevação de 332,80%, de janeiro a dezembro de 2020. Por conta disso, o analgésico foi substituído pelo Pantopazol.

Além disso, a ampola de dopamina era comprada por R$ 2,40, e hoje é encontrada por R$ 34,90, valor quase 15 vezes maior. “O hospital costuma usar 500 ampolas deste medicamento por mês. Devido o preço elevado da Dopamina, a Santa Casa decidiu comprar outro medicamento que apresenta função semelhante para casos específicos, a Noradrenalina, que custa R$ 6,20”, explicou a entidade.

Vale ressaltar que a Irmandade ainda precisa de doações de fraldas geriátricas, leite, água, carne, luvas, aventais e máscaras. Para participar da iniciativa e ajudar o hospital, o meio de contato continua o mesmo. O setor de doações na Santa Casa fica aberto de segunda a quinta-feira das 8h às 18h, e na sexta-feira das 8h às 17h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (15) 2101-8020, também no mesmo horário. (Kally Momesso)

Comentários