Sorocaba e Região

Pontilhão ferroviário tem ferragem à vista em Sorocaba

Condições do local preocupam motoristas que trafegam por ali
Ferros expostos sob o pontilhão podem ser vistos de longe. Crédito da foto: Luiz Setti (07/01/2020)

O estado de conservação de um pontilhão ferroviário que fica sobre a avenida Dom Aguirre, em Sorocaba, ao lado da ponte Francisco Dellosso, tem chamado a atenção dos motoristas e pedestres que passam pelo local. A estrutura de concreto do pontilhão tem ferros à mostra que são visíveis para quem passa embaixo do pontilhão. Uma placa de sinalização de altura (4,3 metros) também está com sinais de escoriações, provavelmente causadas por colisão de algum veículo com excesso de altura.

A Votorantim Cimentos, que possui a concessão da linha férrea e que atualmente está inativa, afiRma que o pontilhão sobre a avenida Dom Aguirre, não é de responsabilidade da empresa. A Rumo Logística, que é responsável pelos pontilhões ferroviários da praça Lions e da rua Professor Toledo, também disse que não tem responsabilidade pelo pontilhão sobre a Dom Aguirre e o rio Sorocaba. No entanto, a Prefeitura de Sorocaba informou que tem conhecimento do problema e que acionou a empresa Rumo para que verifique a estrutura. Acrescentou que caminhões desrespeitam a sinalização no tocante à altura e danificam a estrutura do local.

A gerência operacional da Sorocabana Movimento de Preservação Ferroviária afirma que “a estrutura de concreto não apresenta qualquer dano que comprometa o tráfego do trem a vapor com passageiros operado pela Locomotiva 58, o qual tem peso inferior a 10 ton/eixo, e pesa 40% menos que o trem de carga que operava sobre a ponte em questão”. Atualmente, o pontilhão ferroviário é utilizado pela Sorocabana Movimento de Preservação Ferroviária, em parceria com a Prefeitura de Sorocaba, quando são promovidos passeios abertos à população, em datas comemorativas, com a antiga Locomotiva 58.

Na praça Lions, pontilhão foi interditado pela Prefeitura. Crédito da foto: Emidio Marques (07/02/2019)

Praça Lions e Prof. Toledo

Outros dois pontilhões da linha férrea também preocupam os moradores de Sorocaba: sobre a avenida Afonso Vergueiro, ao lado da praça Lions, e na rua Professor Toledo, no bairro Trujillo. Rachaduras nas estruturas e ferros à mostra podem ser vistos de longe e o receio é que os pontilhões não aguentem.

Os dois são de responsabilidade da Rumo, concessionária responsável pela linha férrea. A empresa foi notificada pela Prefeitura sobre a necessidade de manutenção no local. Em janeiro de 2019, a Prefeitura interditou o acesso de trens no pontilhão ferroviário na praça Lions com a colocação de quatro tubos de concreto sobre as linhas de trem.

Também na ocasião a Rumo informou que “a equipe faz manutenções preventivas para garantir a durabilidade da estrutura”, e que o mesmo “não apresenta deformações que possam comprometer a segurança do local”. Ressaltou ainda que a circulação de trens no trecho está desativada. A prefeitura fez um laudo técnico do viaduto da praça Lions e concluiu que a estrutura não oferece risco desde que não tenha movimentação de trens. E notificou os órgãos responsáveis para interditar o pontilhão.

O pontilhão ferroviário na Professor Toledo, após reportagem do Cruzeiro, que apontou desnível com fissura na base do pontilhão, passou por obras de reparo no fim de fevereiro de 2019. Segundo a empresa, um conjunto de três pilares cedeu e um desnível com fissura na base do pontilhão precisou ser reparado.

Comentários