fbpx
Sorocaba e Região

Polícia investiga estupro de menina de 11 anos em Piedade

Criança estava em estado de choque, apresentava hematomas pelo corpo e sangue nas roupas
Delegacia de Piedade
Caso foi registrado na Delegacia de Piedade. Crédito da foto: Guarda Civil Municipal/Divulgação

 

Uma menina de 11 anos teria sido estuprada e mantida em cárcere privado em Piedade, na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS). Duas pessoas estariam envolvidas no crime – uma mulher de 53 anos e o filho dela, um adolescente de 17 anos.

O caso ocorreu no bairro Vila Olinda, neste domingo (6). Segundo a mãe da vítima, a criança foi encontrada com marcas de violência pelo corpo, como hematomas no pescoço e manchas de sangue na roupa.

Histórico

Em depoimento à Polícia, a mãe disse que a criança saiu de casa na noite de sábado (5). O destino seria uma igreja. A menina não retornou e a mãe começou a busca pela filha. Ela teria sido encontrada no dia seguinte na residência do adolescente. A criança estava em estado de choque, apresentava hematomas pelo corpo e sangue nas vestes.

Leia mais  Comércio de Sorocaba fica aberto até mais tarde a partir de segunda-feira (2)

Encaminhada à Santa Casa de Piedade, a criança disse ter encontrado o adolescente na Vila Olinda. Eles teriam caminhado pelo bairro e depois ela foi à casa do rapaz.

Mãos amarradas

À Polícia, a criança teria dito que teve as mãos amarradas. Foi forçada a beber vinho, fumar cigarro de maconha pela mãe do rapaz e posteriormente abusada sexualmente pelo adolescente. A mãe do jovem teria o ajudado a cometer o abuso e a manter a criança presa na casa.

Os policiais foram à residência dos suspeitos e, no local, encontraram mãe e filho. Ambos teriam confirmado que a criança teria mantido relação sexual com o rapaz. Mãe e filho foram conduzidos à Delegacia de Piedade. A mulher foi indiciada por estupro de vulnerável e cárcere privado. Já o jovem teria cometido o ato infracional de estupro de vulnerável.

Laudo

Ao jornal Cruzeiro do Sul, a Secretaria de Segurança Pública (SSP), confirmou o caso. A criança foi encaminhada ao Instituto Médico Legal de Sorocaba (IML) para passar por exame de corpo de delito. O laudo pericial confirmou o abuso sexual.

Leia mais  Policlínica de Sorocaba faz mutirão de consultas dermatológicas neste sábado

De acordo com o boletim de ocorrência, o adolescente seria encaminhado para a Fundação Casa para posterior apresentação na Vara da Infância e Juventude da cidade. A mulher passou por audiência de custódia e permaneceu à disposição da Justiça. O caso é investigado pela Delegacia de Piedade. (Da Redação) 

Comentários