Sorocaba e Região

Polícia investiga ataque de pit bulls a mulher em Piedade

Vítima continua internada na Santa Casa. Dono dos cães está desaparecido.
Neusa Antunes de Oliveira, de 57 anos, foi atacada por cães em Piedade. Crédito da Foto: Arquivo Pessoal

Atualizado às 14h44

A Polícia Civil vai investigar o ataque de cães da raça pit bull a uma mulher de 57 anos na área rural de Piedade. Neusa Antunes de Oliveira ficou gravemente ferida na madrugada de sábado (9), após ser agredida pelos animais no bairro Sarapuí do Soares.

A vítima estava na residência do filho e, por volta das 0h30, decidiu voltar a pé para casa, que fica no mesmo bairro. Ela caminhava às margens da Rodovia Padre Guilherme Howell quando foi atacada pelos cães.

A informação inicial, passada pela Polícia Militar, era de que 10 animais teriam ferido a vítima. Posteriormente, durante o registro do boletim de ocorrência, o número de pit bulls foi corrigido para dois.

Um homem que passava pelo local encontrou a mulher caída inconsciente, próxima aos cães, e acionou o resgate. Neusa foi socorrida e levada para a Santa Casa de Misericórdia de Piedade, com ferimentos no rosto, nuca, braço e na perna esquerda. Por conta da gravidade dos ferimentos, ela precisou ser sedada e entubada.

Leia mais  Piedade e Sorocaba cadastram idosos acamados para vacinação

Neusa continua internada em Piedade. De acordo com o filho dela, Marcos Antunes de Oliveira, os médicos afirmaram que ela se recupera bem, apesar dos machucados pelo corpo.

“Foi um susto muito grande quando vi minha mãe naquele estado pouco tempo depois de sair de casa. Ela ainda está sedada, mas está melhorando. Os médicos avaliam se vai ser possível desentubar ainda hoje”, disse ao jornal Cruzeiro do Sul.

Dono dos cães está desaparecido

Os policiais foram até o sítio que os animais teriam saído, mas não encontraram o proprietário. Segundo moradores do bairro, os cachorros são de grande porte e de temperamento agressivo.

A Vigilância Sanitária informou que também foi até o local, mas a casa estava fechada e não foi possível conversar com o dono dos cães. Ainda de acordo com a prefeitura, 11 animais de grande porte estão abrigados no sítio, sendo vários da raça pit bull.

Leia mais  Rede estadual de ensino reduz capacidade de alunos em 35%

Segundo a zoonoses do município, não há limitação para o número de animais por propriedade em área rural. A Vigilância estuda medidas jurídicas para poder vistoriar o terreno.  (Jomar Bellini)

Comentários
Assuntos