Buscar no Cruzeiro

Buscar

Polícia apreende cerca de 33 kg de maconha em bar no Wanel Ville 2

10 de Novembro de 2020 às 15:51

No bar, a polícia encontrou diversas porções de maconha e itens usados para o preparo e venda da droga. Crédito da foto: Divulgação/ Polícia Civil

A Polícia Civil de Sorocaba apreendeu cerca de 33 quilos de maconha em um local que funcionava como bar e restaurante no bairro Wanel Ville 2, na zona oeste. A apreensão foi efetuada na manhã desta terça-feira (10), por policiais do 4º e 9º Distritos Policiais (DPs). O proprietário do estabelecimento, de 35 anos, foi preso em flagrante.

Segundo o delegado André Moron, titular do 4º DP, a polícia foi informada de que o local era um ponto de distribuição de entorpecentes. A informação foi revelada em depoimentos de outros traficantes presos no mesmo bairro, completa Moron.

Em averiguação à denuncia, os policiais foram até o estabelecimento, onde encontraram o dono e a esposa dele. Com o homem foram apreendidas quatro porções de maconha preparadas para a venda e uma munição calibre 38.

Já em buscas no interior do bar, foram localizados mais 33 tijolos da droga, com, aproximadamente, um quilo cada, totalizando cerca de 33 quilos. Os entorpecentes estavam dentro de uma cômoda e embaixo de uma estante.

Na cômoda havia, ainda, uma balança de precisão, embalagens e fita adesiva para o preparo das drogas, além de anotações referentes ao tráfico.

Ainda conforme Moron, o suspeito confessou o crime. Ele vendia a maconha para outros traficantes do bairro, que, por sua vez, revendiam na região.

O comerciante foi preso em flagrante e autuado por tráfico de drogas. Ele foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba, permanecendo à disposição da Justiça. A mulher dele afirmou desconhecer a prática da atividade ilícita e não foi presa. O caso foi registrado no 4º DP.

O homem já tinha passagens policiais por tráfico, roubo e porte ilegal de arma.

Agora, a polícia prosseguirá com as investigações, para tentar identificar e prender outros envolvidos no esquema, afirma o delegado. (Da Redação)