Covid-19 Sorocaba e Região

Plano Sorocaba continua em negociação

No dia 8 de janeiro, o prefeito Rodrigo Manga afirmava que seu governo não concordava com a regressão de fase da cidade
Rodrigo Manga: Sorocaba tem condições de adotar um plano próprio de flexibilização. Crédito da foto: Marcel Scinocca (08/01/2020)

Após o Governo Estadual regredir a região de Sorocaba para a fase laranja do Plano São Paulo, a Prefeitura de Sorocaba publicou um novo decreto, nº 26.070/21, na terça-feira (12), que adéqua as medidas de flexibilização da economia à cidade.

As determinações liberam o funcionamento de salões de beleza, academias e parques, que, anteriormente, eram proibidas na fase laranja. Estão permitidas, com 8 horas de funcionamento, atividades como comércio, concessionárias de veículos, restaurantes, salões de beleza, academias, eventos e atividades culturais, das 6h às 20h, com 40% da capacidade de ocupação. Apenas o atendimento presencial em bares continua proibido.

Plano Sorocaba

No dia 8 de janeiro, o prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) afirmou em coletiva de imprensa que seu governo não concorda com a regressão de fase da cidade no Plano São Paulo, anunciada na mesma data e iria solicitar ao Governo Estadual e Ministério Público, a implantação de um plano paralelo, o Plano Sorocaba, onde o comércio passaria a funcionar 18 horas diariamente, divididas em três blocos de 6, 12 ou 18 horas , sem que haja necessidade de refeição dos colaboradores no local, medida que evitaria aglomeração. O plano ainda previa capacidade de máxima de 40%, com controlador de acesso.

Leia mais  Novo surto de Covid-19 fecha Câmara de Sorocaba por 15 dias

A prefeitura informou ao Cruzeiro do Sul que Manga segue em negociação com o Estado para que seja avaliada a proposta de implantação do Plano Sorocaba. (Wilma Antunes, programa de estágio – Supervisão: Aldo Fogaça)

Comentários