Sorocaba e Região

Palestra vai abordar perigos da internet para crianças

O assunto será abordado pela policial federal Fernanda Favaretto de Balas. A palestra integra o projeto “A Marca na Rosa”
Palestra vai abordar perigos da internet
Evento será na terça-feira, é gratuito e aberto ao público. Crédito da foto: Divulgação Secom

“Os perigos da internet para crianças e adolescentes” é o tema de uma palestra na próxima terça-feira (21), a partir das 19h, na Escola Municipal “Getúlio Vargas”, na avenida Eugênio Salerno, Centro. A Secretaria da Cidadania e Participação Popular (Secid) idealizou inicialmente o encontro para professores e pais de alunos da Rede Municipal de Ensino, porém, ele será aberto a todos os interessados e entrada gratuita. O assunto será abordado pela policial federal Fernanda Favaretto de Balas. A palestra integra o projeto “A Marca na Rosa”.

O tema será desenvolvido a partir dos seguintes tópicos: “Desconhecimento dos perigos do mundo virtual”; “Para proteger é preciso conhecer os perigos”; “As grandes vítimas: crianças e adolescentes”; “Medo e vergonha”; “Abuso sexual — índices”; “Pornografia infantojuvenil na internet: cuidados básicos”; “Nudes e sexting”; “Sextorsão”; “Momo”; “Inteligência Artificial: Perigo”;“Conscientização — orientação e diálogo dos pais e educadores”; “Safernet — canal de ajuda e denúncia”; “Controle parental — orientações”; e “Helpline Brasil: canaldeajuda.org.br”.

Leia mais  Acusado de tráfico pula de carro durante fuga e é preso em Tatuí

A palestrante Fernanda Favaretto de Balas é agente do setor de Inteligência da Delegacia da Polícia Federal em Sorocaba. Graduada em Direito pela PUC-RS e especialista em Direito Público pela Universidade de Santa Catarina, atuou na Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros, em São Paulo, e na Academia Nacional de Polícia, em Brasília. Ingressou em 2010 no Grupo Especial de Combate à Pornografia Infantojuvenil (Gecop), ocasião em que se especializou em cursos e órgãos de seguranças nos EUA e no Canadá.

“A Marca na Rosa” desenvolve uma série de ações voltadas a conscientização sobre a violência contra a mulher desde novembro de 2018, como a capacitação de professores da rede pública, debates em Centros de Referência em Assistência Social (Cras) e uma exposição fotográfica itinerante. (Secom Sorocaba)

Comentários

CLASSICRUZEIRO