Buscar no Cruzeiro

Buscar

Operação integrada coíbe aglomerações e encerra dois ‘pancadões’

31 de Janeiro de 2021 às 12:31

A ação resultou em 12 estabelecimentos fechados, 231 autos de infração de trânsito aplicados e 10 veículos apreendidos. Crédito da foto: Secom.

Dando continuidade à operação integrada, que tem como objetivo coibir preventivamente aglomerações na cidade, as equipes da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Polícia Militar (PM) percorreram 13 bairros em Sorocaba para evitar “pancadões”, na noite deste sábado (30) até a madrugada deste domingo (31). A ação resultou em 12 estabelecimentos fechados, 231 autos de infração de trânsito aplicados e 10 veículos apreendidos. Dois “pancadões” foram encerrados, sendo um no Parque Vitória Régia e outro no Paineiras.

A  Vigilância Sanitária Municipal (Visa) e a Fiscalização de Posturas, da Secretaria de Planejamento (Seplan), também participaram da ação.  A iniciativa foi realizada na forma de bloqueios policiais, que ocorreram no Parque Campolim; Brigadeiro Tobias; Vitória Régia; Vila Helena; Paineiras; Habiteto; Ipiranga; Nova Sorocaba; Caguaçu; Vila Progresso; Vila Formosa; Jardim Paulistano e Jardim Santa Rosália. Todos os locais da operação foram ações preventivas para evitar possíveis "pancadões".

A GCM contou com um efetivo de sete viaturas e 20 guardas civis municipais. Já, a PM atuou com 10 viaturas e seis motocicletas, além de um contingente de 28 PMs. Para a fiscalização, a ação contou com quatro fiscais, sendo dois da Vigilância Sanitária Municipal e dois da Fiscalização de Posturas, cada dupla percorreu a cidade com uma viatura.

O secretário de Segurança Urbana de Sorocaba, Cel. Vitor Gusmão, reforça que as operações conjuntas da GCM e PM vão continuar, com foco nas ações preventivas, em vários pontos da cidade, para evitar aglomerações durante a pandemia da Covid-19.

Embora a GCM mantenha um trabalho de inteligência para identificar onde e quando ocorrerão os “pancadões”, a corporação ainda conta com o apoio da população, que pode informar, pelo fone 153, sobre possíveis eventos irregulares, a fim de que as autoridades possam agir o mais rapidamente possível e antes que eles aconteçam. (Secom/Sorocaba)