Sorocaba e Região

Operação do Gaeco e da PM prende 10 pessoas na região de Sorocaba

Ação visa desarticular quadrilha que atuava com tráfico de drogas dentro e fora de presídios
Foram apreendidas drogas, uma arma e uma réplica de pistola. Crédito da foto: Divulgação

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) deflagrou nesta quarta-feira (23) a Operação Cyprinus. Os trabalhos ocorreram em Sorocaba e mais quatro cidades, Até o início da tarde, dez pessoas foram presas e um adolescente foi apreendido. A ação contou com apoio da Polícia Militar e da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).

A operação contou com 76 policiais militares e 30 viaturas para o cumprimento de 12 mandados de prisões e buscas e apreensões. Os mandados foram cumpridos em Sorocaba, Ibiúna e Piedade, na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), Cotia, na Região Metropolitana de São Paulo, além da cidade de Capão Bonito.

Também foram apreendidos três quilos de drogas, entre maconha e cocaína, uma balança de precisão, uma arma e uma réplica de pistola. A operação contou com o apoio de 76 policiais e 30 viaturas. O objetivo é desarticular uma organização criminosa que atuava dentro e fora de presídios desenvolvendo atividades ligadas ao tráfico de drogas.

Segundo o tenente-coronel Alexsander Toaldo de Lacerda, comandante do 7º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPM-I), o operação visa tirar indivíduos da sociedade e a redução continua dos indicadores criminais aqui da região de Sorocaba. Conforme ele, não houve nenhuma resistência nas prisões. “A atuação foi muito pontual e com alvo prédeterminado. Não houve por resistência por parte das pessoas detidas”, diz.

No Gaeco. a investigação começou há cerca de cinco meses. O operação foi desencadeada por volta das 6h. (Marcel Scinocca)

Comentários