Covid-19 Sorocaba e Região

Ocupação de leitos Covid na Santa Casa de Sorocaba passa de 90%

Dos 55 leitos de UTI da Santa Casa, 51 estavam com pacientes, ou seja, apenas quatro estavam desocupados

A taxa de ocupação dos leitos de UTI da Santa Casa de Sorocaba ultrapassou o porcentual de 90% ontem (3), mesmo com a soma dos 15 leitos da UPH Leste. A cidade também ultrapassou a casa de 80 pacientes locais em UTI. 276 novos casos foram registrados, além de duas mortes.

De acordo com os dados da Secretaria de Saúde de Sorocaba (SES), dos 55 leitos de UTI da Santa Casa, 51 estavam com pacientes. Ou seja, apenas quatro estavam desocupados. No dia anterior, na terça-feira (2), eram nove leitos vazios. Com isso, a taxa de ocupação estava em 92,72%. A situação ocorre depois da mudança de metodologia na divulgação dos leitos de UTI ligados à Santa Casa.

A SES divulgava os leitos da Santa Casa, propriamente ditos, que são 40, separados dos leitos de UTI que estão localizados na UPH Leste. O local é administrado pela Santa Casa e possui 15 leitos de terapia intensiva. Ontem, esses números passaram a ser informados de forma consolidada, ou seja, todos para a Santa Casa.

Leia mais  Internacionalização do aeroporto ganha novo impulso

O número de pessoas residentes em Sorocaba e que estavam em UTI subiu, como reflexo da ocupação da Santa Casa. De 76, na terça-feira, para 81, ontem. Trata-se do maior registro em seis meses e o maior de 2021. O pico desse tipo de internação foi de 96 pessoas, no “auge”‘ da pandemia em julho de 2020.

Outros dados

A SES registrou aumento nos recuperados da Covid-19 ontem, chegando ao total de 31.239, com 314 novas pessoas recuperadas. Os casos confirmados com a doença passaram de 32.017 para 32.293 na cidade, com 276 novas confirmações.

O número de descartados por resultados negativos da doença aumentou para 81.840. Ainda conforme os dados, 302 pessoas aguardavam resultados de testes e 315 estava em isolamento domiciliar.

Os óbitos com a confirmação da doença aumentaram para 658, com duas novas mortes. A taxa de letalidade no município é de 2,03%, abaixo da taxa estadual, que é de 3% e da nacional, que se encontra em 2,4%. (Marcel Scinocca)

Comentários