Buscar no Cruzeiro

Buscar

Polícia

Governo de São Paulo anuncia Operação Sufoco contra o crime

05 de Maio de 2022 às 00:01
Cruzeiro do Sul [email protected]
Reforço começa pela capital paulista.
Reforço começa pela capital paulista. (Crédito: DIVULGAÇÃO / PM)

O governo de São Paulo anunciou ontem (4) que pretende quase dobrar o efetivo policial que atua diariamente nas ruas, em uma tentativa de frear a onda de furtos e roubos que tem assustado os moradores nas últimas semanas, principalmente na cidade de São Paulo, onde a quantidade de agentes em operação deve passar dos atuais 5 mil para 9.740, reforço que vai contar também com a participação da Prefeitura paulistana. A iniciativa está sendo chamada de Operação Sufoco.

“Quem levantar arma contra a polícia vai levar bala”, disse o governador Rodrigo Garcia (PSDB). O governo estima que 1,5 mil viaturas circulem por dia na capital, com apoio de seis helicópteros e drones que vão sobrevoar marginais e corredores viários. O pacote é uma tentativa de dar resposta rápida aos casos recorrentes de roubos violentos na capital. No mês passado, o caso de um jovem estudante morto em um latrocínio no Jabaquara, cometido por um falso entregador, chamou a atenção para a gravidade do problema.

Banco de informações

Um acordo foi firmado com empresas de entrega por aplicativo para compartilhar bancos de dados e informações sob coordenação da área de inteligência das polícias. A troca da base de dados será incorporada para facilitar a identificação de criminosos que tentam se passar por entregadores. Também foi definida a continuação das abordagens e das ações educativas. Houve quatro reuniões com empresas de aplicativo.

Do lado da Prefeitura de São Paulo, a Guarda Municipal deverá contar com até 750 novos agentes por dia nas ruas. O efetivo diário da Guarda é estimado em 1.824 agentes. O incremento será via pagamento de diárias especiais de atividade complementar. Conforme o governo, a Operação Sufoco vai ser levada para a região metropolitana e também para as grandes cidades do interior. No entanto ainda não há data para a efetivação fora da capital paulista.

De acordo com dados da Secretaria da Segurança Pública, o registro de roubos cresceu 7,45% no Estado no primeiro trimestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. Na capital, os casos passaram de 31,4 mil para 34,6 mil, alta de 10%, proporção que é semelhante ao notado no interior: de 10,6 mil para 11,9 mil (11,4%). Na Grande São Paulo, as ocorrências caíram, de 13,5 mil para 13,3 mil.

O investimento mensal do Estado será de R$ 41,8 milhões no pagamento das jornadas extras dos policiais e na utilização das viaturas e das aeronaves. (Da Redação, com informações do Estadão Conteúdo)