Buscar no Cruzeiro

Buscar

Em Sorocaba região

Deic prende 4 suspeitos de gerenciar diversos pontos de tráfico

Segundo a polícia, eles vendiam entorpecentes em Sorocaba, Salto e Itu e faziam parte de uma organização criminosa atuante em todo o Estado de SP

23 de Novembro de 2021 às 11:24
Vinicius Camargo [email protected]
Durante a operação, os policiais apreenderam 1300 porções de drogas diversas objetos usados para o preparo e embalo dos entorpecentes
Durante a operação, os policiais apreenderam 1300 porções de drogas diversas objetos usados para o preparo e embalo dos entorpecentes (Crédito: Divulgação/ Polícia Civil)

Atualizada às 13h52

A Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Sorocaba prendeu, na manhã desta terça-feira (23), quatro suspeitos de gerenciar diversos pontos de tráfico de drogas na cidade, em Salto e Itu. Segundo a Deic, eles faziam parte de uma organização criminosa atuante em todo o Estado de São Paulo. As prisões foram realizadas durante a Operação Tabuleiro. Conforme a Deic, a quadrilha é formada por seis pessoas, sendo que duas estão foragidas. 

Na ação, foram cumpridos 16 mandados, sendo seis de prisão temporária e dez de busca e apreensão, nas casas dos membros do bando, em Salto e Itu. O objetivo foi desmantelar a quadrilha. De acordo com a Polícia Civil, três homens e uma mulher foram capturados em Itu e mais uma mulher em Salto. Segundo a Deic, as investigações duraram seis meses e apontaram que o grupo praticava os crimes de tráfico e associação ao tráfico de drogas. A Deic informou que o bando atuava, principalmente, em Itu, mas também tinha ramificações em Sorocaba e Salto. Ainda conforme a polícia, como comandavam vários locais de venda de entorpecentes nos três municípios, os suspeitos tinham alta lucratividade. 

Os policiais ainda apreenderam 1.300 porções de drogas, entre cocaína, maconha e crack, totalizando cerca de 3,5 quilos de entorpecentes. Também foram recolhidos meio litro de lança perfume, cerca de 200 pontos de LSD e comprimidos de ecstasy em quantidade não informada. Havia tanto entorpecentes já preparos para a venda, quanto brutos. Ainda foram encontrados mais de 15 mil flaconetes de cocaína vazios, objetos usados para o preparo e embalo da droga, cadernos com anotações do tráfico e celulares. 

As drogas e os itens estavam na casa da moradora de Salto e na residência de um dos presos em Itu. De acordo com a Deic, devido à grande quantidade de entorpecentes, a hipótese é de que a organização criminosa estaria fazendo "estoque" para vendê-los nas festas de fim de ano. 

Os quatros presos foram levados para a sede da Deic, onde estão sendo ouvidos. Como foram presos em flagrante, vão passar por audiência de custódia nesta quarta-feira (23). Se condenados, vão responder por tráfico e associação ao tráfico de drogas. A pena para o primeiro crime é de cinco a 15 anos de prisão, e, no caso do segundo, de três a dez anos de reclusão. A depender da sentença, os suspeitos serão encaminhados para cadeias da região. Os entorpecentes e os outros objetos apreendidos vão passar por perícia. A polícia continua as buscas pelos dois outros membros da quadrilha.