Buscar no Cruzeiro

Buscar

Em 2021

Furto de hidrômetros tem aumento de 108% em Sorocaba

28 de Outubro de 2021 às 00:01
Vinicius Camargo [email protected]
Em casos de furto do hidrômetro, Saae deve ser avisado para conter desperdício.
Em casos de furto do hidrômetro, Saae deve ser avisado para conter desperdício. (Crédito: CORTESIA / LUIZ ANTONIO FEITOSA (30/10/2021))

O número de furtos de hidrômetros residenciais em Sorocaba cresceu cerca de 108%, de janeiro a outubro deste ano, na comparação com o total de registros dos 12 meses de 2020. Nos dez primeiros meses de 2021, foram 306 ocorrências, ante 147, durante todo o ano passado. Só em outubro, até o momento, foram 60 casos.

Os crimes podem aumentar o desperdício de água, pois a danificação dos medidores pode ocasionar vazamento longos períodos, até a chegada do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) para sanar o problema. Além disso, geram transtornos aos consumidores. 

Por conta de uma ação criminosa, a aposentada Maria Batista Granado, de 70 anos, ficou sem água por três dias. “Durante esse período, eu 'emprestava' água da vizinha, que, no caso, é minha mãe”, relata. Moradora da Vila Zacarias há 40 anos, ela teve o hidrômetro de sua casa furtado pela primeira vez no dia 1º de agosto. “Levaram todo o hidrômetro. Deixaram somente o cavalete (parte do equipamento)”, conta. 

Maria ficou um período sem receber água por conta dos trâmites necessários para a substituição do hidrômetro. “Como se tratava de furto, tivemos que abrir um BO, que fizemos de maneira on-line. Depois de pronto, levou três dias pro Saae vir colocar um novo", informa. Ela não precisou pagar pelo novo medidor de consumo, porque a troca foi feita gratuitamente pela autarquia. “Disseram que, por se tratar de furto e com o BO, não seria necessário pagar”, completa. 

Além de não ter sofrido danos financeiros, como acionou o Saae imediatamente após o crime, ela também afirma que não houve desperdício em sua residência. "No caso, tive a sorte de não deixarem a água vazando e não precisar pagar pelo hidrômetro. Porém, e se tivesse acontecido? Além do custo que teria que pagar, mesmo que o vazamento fosse pouco, na crise (hídrica) em que estamos, imagina quantos hidrômetros podem ter sido levados e a quantidade de de água desperdiçada", comenta. 

Já situação do proprietário de um imóvel na Vila Trujillo, que preferiu não ser identificado, foi totalmente contrária à de Maria. O equipamento de sua casa foi furtado na noite do dia 22 de setembro. Mas, segundo ele, apesar do contato imediato, o Saae demorou para ir até o local. “Foi às 23h30, mas o Saae só chegou à 1h da madrugada. Ficou vazando água por muito tempo, porque o Saae não atendia os telefones”, relata. Em nota, a autarquia confirmou ter levado 1h30 após o acionamento para atender a ocorrência em questão. Contudo, afirmou resolver "casos de vazamento sempre com a máxima urgência."

O homem ainda alega que precisará  pagar pela substituição do aparelho, pois, anteriormente, tinha um modelo antigo. Agora, terá de instalar um adequado aos novos padrões. Enquanto isso, o hidrômetro de sua casa segue desativado. De acordo com o Saae, para conseguir a reposição gratuita do equipamento, a vítima deve apresentar boletim de ocorrência do furto, uma conta de água recente e um documento pessoal do responsável pelo imóvel.

Recomendações do Saae

Para evitar furtos, o Saae orienta que consumidor faça “a mudança para a caixa padrão, pois o hidrômetro fica fechado em uma caixa lacrada, o que dificulta o acesso de pessoas não autorizadas ao medidor”. Já se a pessoa for alvo dos criminosos, a recomendação é acionar o serviço rapidamente, para a rápida interrupção do vazamento e registro da ocorrência. Outras providências são registrar boletim de ocorrência na Polícia Civil e, depois, encaminhá-lo para a autarquia.

É preciso, ainda, apresentar uma conta de água e um documento do responsável pelo imóvel, para a abertura do pedido de instalação de um novo hidrômetro. As solicitações podem ser feitas Casas do Cidadão ou na Central de Atendimento do Saae, que funciona no Pátio Cianê Shopping, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. (Vinicius Camargo)