Buscar no Cruzeiro

Buscar

Investimentos

Entidade faz oferta pela área da Campari no Alto da Boa Vista

Aboaf tem sede nos EUA, é presidida pelo reverendo Pedro Ferreira da Silva e abriu uma filial em Sorocaba

08 de Julho de 2021 às 00:01
Marina Bufon [email protected]
Aboaf diz que aguarda resposta da Campari sobre a intenção de compra
Aboaf diz que aguarda resposta da Campari sobre a intenção de compra (Crédito: EMÍDIO MARQUES / ARQUIVO JCS (9/4/2015))

O local onde ficava instalada a fábrica da Campari, localizada no Alto da Boa Vista, em Sorocaba, recebeu uma proposta de compra da American Brazilian Open Arms Foundation (Aboaf), que tem como presidente o reverendo Pedro Ferreira da Silva, um baiano que morou em Sorocaba durante muitos anos.

A entidade filantrópica tem sede em Nova York, nos Estados Unidos, e está abrindo uma filial na cidade. Na verdade, ela já está em funcionamento e é comandada por Nadir Fernandes da Silva, presidente da Aboaf Brasil - São Paulo, e seu marido, Luís Francisco da Silva, ex-prefeito de Sorocaba e vice-presidente da organização.

“Iniciamos há um mês o trabalho por aqui, no escritório localizado na rua Souza Pereira. O reverendo Pedro fundou a organização nos Estados Unidos e há anos me pede para tocar o projeto daqui. Aceitamos, mas um projeto é separado do outro. Nós estamos começando do zero. Esperamos, sim, ajuda de lá, mas trabalho com a minha realidade, que é essa, começar do zero”, explicou dona Nadir.

Ela afirmou que o reverendo Pedro realizou uma oferta para compra da antiga fábrica da Campari, desativada há alguns anos. A pedido dele, a presidente da Aboaf Brasil - São Paulo teria feito um levantamento sobre os locais que poderiam atender às necessidades da organização e chegado até o espaço, que possui vários galpões.

“Ele está em negociação sim, mas é coisa dele, com recursos de lá, porque não temos condições. Agora, o reverendo está trabalhando para levantar os recursos para adquirir o local. Já fez uma proposta e aguarda um retorno da Campari. O valor é muito alto, fora da nossa realidade, portanto, quem está negociando é ele”, explicou.

Os galpões da Campari serviriam, segundo dona Nadir, para a aplicação das várias iniciativas da entidade, como curso de culinária para donas de casa; curso de DJ e montagem de equipamentos para jovens; marcenaria; garçom, entre outros. No total, já são de 10 a 15 cursos prontos para atender à população sorocabana.

“Nossos projetos são para tratar vidas, não é só atendimento pontual, com uma cesta básica. São cursos profissionalizantes aos quais a gente vai estar atendendo as pessoas que não têm condição de pagar por eles. Teremos apoio de comerciantes e setor de eventos, além do cuidado com idosos, principalmente homens idosos, que não têm para onde ir”.

Nadir também explicou que algumas ações já foram realizadas pela Aboaf em Sorocaba, como a torta solidária no último final de semana, que vendeu 300 convites em dez dias para arrecadação de fundos.

Aboaf nos EUA

A entidade filantrópica American Brazilian Open Arms Foundation (Aboaf), fundada em 2012, é obra de Pedro Ferreira da Silva, de 73 anos, presidente da instituição, e sua esposa, Olga Maria da Silva, de 65, vice-presidente.

Hoje, são mais de quinhentos moradores de rua assistidos pela Aboaf no centro de Manhattan, em Nova York, desde higiene pessoal, roupas, alimentos, até saúde. A organização também desenvolve projetos ligados a educação, arte, cultura, esportes, seja para crianças e juventude, seja para idosos, com apoio da iniciativa privada e população em geral.

“Aqui encontramos um favorecimento, portas financeiras abertas, pois recebemos apoio do tesouro nacional, prefeitura, governo. Nós viemos para conhecer os EUA, mas resolvemos, há 11 anos, não voltar mais para o Brasil. Além de Sorocaba, temos também uma grande obra no Pelourinho, em Salvador, agora parada por conta da pandemia. Nosso objetivo é socorrer os menos favorecidos. Não faço isso por questão religiosa, política, individual, mas por poder transformar e salvar vidas”, explicou ele.

Antes de ir para Nova York, Pedro Ferreira da Silva morou por 20 anos em Sorocaba, onde possuía duas empresas, uma de segurança privada e outra de construção. Hoje, além da Aboef, também se dedica à avaliação de jóias raras preciosas e como agente autorizado do grupo Green OAK Consulting Group. Por amar a cidade, resolveu implantar essa filial, e confirmou a informação de proposta pela antiga área da Campari, no Alto da Boa Vista.

“Nós fizemos uma oferta e recebemos uma mensagem escrita da direção da Campari no Brasil, que dizia que, entre as demais propostas recebidas, a nossa foi a única que interessou. Porém, ainda não temos nada além disso. É uma proposta audaciosa e os fundos para a compra são meus próprios, por meio de grandes e médios eventos e também pela participação da iniciativa privada”, finalizou.

Até o fechamento desta reportagem, a Campari Brasil não respondeu aos questionamentos sobre a oferta realizada para a compra de sua antiga fábrica em Sorocaba. (Marina Bufon)